O Panorama Internacional Coisa de Cinema, que acontece em Salvador e Cachoeira, na Bahia, anunciou na última quarta-feira (4) os vencedores da décima primeira edição do evento.

O longa-metragem Mate-me Por Favor, da cineasta carioca Anita Rocha da Silveira, ficou com o maior prêmio da noite. Para o júri oficial, o melhor curta-metragem foi História de uma Pena, dirigido por Leonardo Mouramateus.

Confira a lista de premiados:

COMPETITIVA NACIONAL

MELHOR LONGA
Mate-me Por Favor, de Anita Rocha da Silveira

MELHOR CURTA
História de uma Pena, de Leonardo Mouramateus

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI (LONGA)
Boi Neon, de Gabriel Mascaro

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI (CURTA)
Quintal, de André Novais

JÚRI JOVEM

MELHOR LONGA
Para Minha Amada Morta, de Aly Muritiba

MENÇÃO HONROSA (LONGA)
Gabriel Mascaro, diretor de Boi Neon

MELHOR CURTA
Rapsódia para o Homem Negro, de Gabriel Martins

JÚRI ABRACCINE
Boi Neon, de Gabriel Mascaro

PRÊMIO INDIELISBOA (CURTA)
Quintal, de André Novais

PRÊMIO INDIELISBOA (LONGA)
Mate-me por Favor, de Anita Rocha da Silveira

PRÊMIO CORREIO* WALTER DA SILVEIRA – PERSONALIDADE ARTÍSTICA
Aly Muritiba

COMPETITIVA INTERNACIONAL

MELHOR CURTA
Aïssa, de Clément Tréhin-Lalanne

PRÊMIO ESPECIAL
Baile de Família, de Stella di Tocco

MELHOR LONGA
Rabo de Peixe, de Joaquim Pinto e Nuno Leonel

PRÊMIO FICUNAM
Boi Neon, de Gabriel Mascaro.

COMPETITIVA BAIANA

MELHOR FILME
Retomada, de Leon Sampaio

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
Haram, de Max Gaggino

MENÇÃO HONROSA
Alegoria da Dor, de Matheus Vianna
Sujeito Oculto, de Amanda Gracioli