(Explorers, EUA, 1985)

Aventura
Direção: Joe Dante
Elenco: Ethan Hawke, River Phoenix, Amanda Peterson, Jason Presson, Dana Ivey, James Cromwell
Roteiro: Eric Luke
Duração: 109 min.
Nota: 6 ★★★★★★☆☆☆☆

Como seria triste a vida se não fosse a imaginação. Atingindo seu auge na infância, onde sonhar realmente não custa nada, é ela que faz com que reinos distantes, castelos encantados, viagens espaciais e bonecos quando todos dormem ganhem vida na mente dos pequenos.

Viagem ao Mundo dos Sonhos foi um clássico dos anos 80. Dirigido pelo sempre criativo Joe Dante e estrelado por Ethan Hawke, River Phoenix e o menos conhecido Jason Presson, contava a história de Ben, um menino que durante os sonhos imaginava uma máquina espacial que poderia levá-lo a novos planetas.

Ben Crandall (Hawke) era um típico nerd pré-adolescente, fascinado por histórias de disco voador e galáxias distantes, perseguido pelos fortões do colégio e apaixonado por Lori (Amanda Peterson). Seu melhor amigo era Wolfgang Müller (Phoenix), o cientista que realizaria tudo o que o primeiro sonhava. Também perseguido pelos fortões, tinha uma família divertida, com um pai cientista maluco e vários irmãos, todos com nomes de grandes gênios da música clássica, como Johann e Ludwig. À dupla se junta o esquentadinho de família desfuncional Darren Woods (Presson).

Contando com personagens típicas de filmes infanto-juvenis que têm como pano de fundo a vida escolar e suas representações de preconceitos e derivados, o filme se desenvolve bem ao seguir o caminho de histórias que usam a fantasia como meio de compensar frustrações, e consegue prender a atenção dos pequenos mesmo depois de mais de 20 anos de lançamento e de tantas inovações tecnológicas.

Viagem-ao-mundo-dos-sonhos_interno

Muito pela história, que desperta a imaginação de quem está do outro lado da tela por usar elementos comuns e facilmente reconhecíveis, e pela leveza com que o diretor Joe Dante a conduz. Nome mais do que conhecido nos anos 80, ele foi o responsável por filmes marcantes, como Gremlins, Viagem Insólita, Meus Vizinhos São um Terror e também por um dos segmentos do longa-metragem No Limite da Realidade. Mas dedicado à televisão atualmente, as boas direções passaram a rarear nas décadas seguintes.

Outra coisa interessante em Viagem ao Mundo dos Sonhos, dessa vez para os mais velhos, é reconhecer os então muitos jovens Ethan Hawke, recentemente indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante por sua participação em Boyhood, e River Phoenix, que morreu aos 23 anos, com uma carreira promissora pela frente.

Entre qualidades e boas sensações, o longa encontra alguns problemas. Um deles é irregularidade entre as duas partes da história. A primeira é melhor resolvida do que a segunda, que aposta em métodos mais apelativos de trabalhar a fantasia. A analogia proposta pelo filme não fica comprometida e chega ao ponto desejado, divertindo os pequenos com personagens coloridos e diferentes. Porém, a delonga neste momento torna o filme repetitivo e um pouco mais arrastado do que poderia ser.

Mas é algo que se recupera e faz com que Viagem ao Mundo do Sonhos, por falar de algo tão mágico e tão importante na vida de todos, tenha a mesma força que tinha em 1985 e conquiste aquele mesmo público que tinha o intuito de conquistar.

Um Grande Momento:
No drive-in.

Viagem-ao-Mundo-dos-Sonhos_poster

Links

No IMDb