Banner-tiradentesComeça, na próxima sexta-feira (23), a 18ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes. Abrindo o calendário dos festivais, a mostra é conhecida por ser uma das mais importantes do cinema autoral brasileiro.

Foram selecionados 128 filmes, de 16 estados brasileiros, divididos em três mostras e com duas sessões independentes. Entre os títulos, filmes inéditos, como o longa-metragem de abertura, Órfãos de Eldorado, e títulos que vêm se destacando nos festivais, como Casa Grande, Brasil S/A, Obra e o mineiro Ela Volta na Quinta, escolhido para o encerramento da mostra.

Na mostra Aurora, composta por filmes de diretores com não mais do que três longas-metragens no currículo, estão os filmes A Casa de Cecília, Mais do que eu Possa me Reconhecer, Medo do Escuro, O Signo das Tetas, Ressurgentes: Um Filme de Ação Direta, Teobaldo Morto, Romeu Exilado e O Animal Sonhado. Eles concorrem ao prêmio do Júri da Crítica e ao Prêmio Itamaraty. A programação ainda conta com mais de 90 curta-metragens exibidos em 10 mostras temáticas.

As crianças também têm vez na programação, a Mostrinha de Tiradentes traz filmes dedicados especialmente à esse público. Os títulos selecionados são O Menino e o Mundo, O Segredo dos Diamantes, O Menino no Espelho e a co-produção franco-brasileira Amazônia.

Neste ano, o tema da mostra é “Qual o lugar do cinema hoje?”. Durante o evento, profissionais do audiovisual vão discutir o cinema nacional e a relevância do cinema autoral em uma época de novas tecnologias. O tradicional Seminário do Cinema Brasileiro contará com 27 debates, sobre o atual cinema brasileiro, painéis com foco no mercado audiovisual brasileiro e internacional, e encontros dos diretores dos filmes selecionados com a crítica e o público.

O tema de uma das mesas de discussão será a grande homenageada do evento, Dira Paes. Os diretores Cláudio Assis, Guilherme Coelho e Rosemberg integrarão a mesa juntamente com a atriz paraense. O debate será mediado pelo crítico e curador da mostra de curtas Pedro Maciel Guimarães.

Oficinas, lançamentos de livros, intervenções artísticas, performances, cortejo e teatro de rua completam a programação. A cidade história Tiradentes fica a 70 km de Belo Horizonte e toda a programação da mostra, que acontece até o dia 31 de janeiro, é gratuita.

A partir de sexta-feira, o Cenas de Cinema estará na cidade mineira para contar tudo o que vai acontecer na Mostra de Cinema de Tiradentes para vocês.