Muitas vezes substituídos por igrejas ou esquecidos por falta de patrocínio, está cada vez mais difícil encontrar cinemas de rua nas grandes cidades. Com a invasão dos multiplex de shoppings veio também a facilidade de estacionar, locais para comer e uma variedade de filmes que podem ser escolhidos na fila da bilheteria e não precisam de nenhuma programação prévia. Tudo em um único lugar.

Com a baixa de público, os poucos locais que não fecharam as portas sobrevivem com patrocínios de grandes empresas. Entre estes estava o Cine Belas Artes que, recentemente, perdeu o patrocínio do banco HSBC e tenta arrumar novos parceiros para continuar aberto.

Além de sensibilizar vários pequenos empresários, como no caso da campanha Tudo Pode Dar Certo, a internet também está cheia de ações e campanhas para manter o espaço aberto e funcionando como sempre funcionou.

Pensando em ajudar, o Cenas de Cinema se juntou aos blogs Salada de Cinema, Claquete e CinePipocaCult para divulgar algumas das campanhas e criar mais um canal de contato para os possíveis patrocinadores.

Participe você também da campanha!

Vamos salvar o Belas Artes

O público frequentador de cinema de São Paulo, conhece bem as salas do Belas Artes. Quase na esquina da Paulista com a Consolação, as cinco salas são umas das últimas remanescentes das salas de rua, longe dos shoppings e seus mega cinemas. Além disso, as salas do Belas Artes sempre primaram pela alta qualidade de seus filmes e fugir do lugar comum.

Apenas para apontar a importância do espaço, filmes como Os Incompreendidos (Truffaut), E La Nave Va (Federico Felini), Sonhos (Akira Kurosawa) e O Filho da Noiva (José Juan Campanella), estrearam nessas salas antes de entrar no circuito.

Nos últimos meses, porém, os frequentadores dessas salas tem vivido um período de apreensão. Após longos anos, a parceria com o HSBC se encerrou e, sem a renovação, a permanência dessas salas corre sério risco.

Para manter esse charmoso espaço em funcionamento, reunimos blogs e sites de cinema em torno de uma causa: Salvar o Belas Artes. Para isso, após a divulgação desse primeiro conteúdo, iremos apoiar as causas já existentes. A primeira delas, o Patrocine o Cinema Belas Artes, no ar desde maio, e as demais iniciativas que surgirem.

Além disso, faremos constante divulgação da causa, com a proposta de criar uma rede de relacionamentos em busca de patrocinadores do espaço. Quer ajudar? Divulgue os nossos textos, faça seu próprio conteúdo em blogs, flickrs, twitter, youtube. O Belas Artes tem apenas até o fim do ano para conseguir se manter vivo.

Conhece alguma empresa que poderia se interessar em patrocinar? Manda um e-mail pra gente ([email protected]) que encaminhamos para o André Sturm, proprietário do cinema. O importante é ajudar. Quem está dentro?