(Date Night, EUA, 2010)

Comédia
Direção: Shawn Levy
Elenco: Steve Carell, Tina Fey, Mark Wahlberg, Taraji P. Henson, Jimmi Simpson, Common, William Fichtner, Mark Ruffalo, James Franco, Mila Kunis
Roteiro: Josh Klausner
Duração: 124 min.
Minha nota:★★★★★★★☆☆☆
O maior inimigo de qualquer relacionamento é, sem dúvida, a rotina. Aquilo que era novidade e divertia no início, vai perdendo gradualmente a graça e, sem dar muitos sinais de esgotamento, vira um hábito que pode até ser queridinho, mas está longe de ser fundamental.

O que parecia estar sempre totalmente preenchido no início, vai ficando mais esburacado do que um queijo suíço e a falta de emoção pode incomodar e levar a alguma tentativa de mudança.

Como a mais regular das verdades do casamento, a rotina também se instalou na vida do casal Foster. Com empregos estáveis, filhos e bem relaxados na relação, eles ainda tentam exercitar o casamento com uma já insosa saída semanal, quando a babá fica com as crianças, e os dois vão a um restaurante próximo para fazer as mesmas piadinhas.

É a separação de um casal próximo que acendo o sinal amarelo para ambos e faz com que eles queiram ter pelo menos uma noite diferente, para provar que as coisas ainda são especiais. Os dois vão até o restaurante mais badalado da cidade, mas sem reserva não conseguem uma mesa. Até que resolvem se passar por outras pessoas, que aparentemente não tinham chegado.

Acontece que os ausentes eram, na verdade, um casal de trapaceiros envolvido com um dos chefões do crime local. Os Foster precisam, então, fugir e descobrir um jeito de provar que não são aquelas pessoas que os outros pensam que são.

Entre tantos contratempos e confusões, Uma Noite Fora de Série poderia ser só mais um filme que mistura ação com comédia, esquecível e automático, mas consegue se valer da excelente participação de Steve Carell e Tina Fey, comediantes mais conhecidos por seus personagens televisivos que, embora nunca tenham trabalhado juntos antes, parecem ter nascido cinematograficamente um para o outro.

Com a dupla foi fácil emplacar o roteiro basicão e minimizar os momentos em que a inteligência do espectador é colocada à prova com resoluções muito mais fáceis do que o esperado.

Os momentos de ação são muito interessantes e a perseguição depois da colisão com o taxi faz até o ser mais implicante gostar do que está vendo. Assim como é difícil não sorrir com algumas cenas, como a fuga de barco.

Com tudo no lugar e pontas divertidas de Mark Wahlberg como o cliente especial, Ray Lliota como o mafioso de plantão e James Franco como o bandido limitado, o resultado final consegue fazer quem está na sala esquecer seus problemas e aproveitar a diversão.

Indicado para dias graves, em que rir sempre será uma boa idéia. Imperdível para casais antigos e que já esqueceram como ir ao cinema juntos pode valer a pena.

Um Grande Momento

A fuga de barco.

Links

No IMDb