Vem aí a 65ª edição do Festival de Cannes. O filme Moonrise Kingdom, escrito pelo americano Wes Anderson e Roman Coppola, foi escolhido para abrir o festival, que vai de 16 a 27 de maio, no Grand Théâtre Lumière, na cidade francesa. O longa conta com nomes de peso do cinema como Edward Norton, Bruce Willis, Bill Murray, Tilda Swinton e Frances McDormand. Filmado em uma ilha na Nova Inglaterra (EUA), conta a história de duas crianças, interpretadas por Kara Hayward e Jared Gilman, que se apaixonam e decidem fugir, o que mobiliza toda a cidade que acredita que os dois tenham sido sequestrados.

Ao falar de Anderson, o diretor artístico do festival, Thierry Frémaux, afirmou que “sensível e independente, este admirador de Fellini e de Renoir é igualmente um cineasta brilhante e inventivo”. O presidente do Festival de Cannes Gilles Jacob também elogia Anderson dizendo que com ele “na abertura do 65º Festival de Cannes, será celebrado o jovem cinema americano na Croisette”. Moonrise Kingdom está previsto para estreiar nos cinemas americanos em 25 de maio.

O Festival de Cannes terá o ator e diretor italiano Nanni Moretti presidindo o júri. Moretti já apresentou seis filmes em Cannes, sendo o último – a comédia ácida Habemus Papam, de 2011 –, aclamadíssimo. O júri do Cinéfondation e dos curtas-metragens também já foi anunciado e será presidido por outra figura carimbada do festival: Jean-Pierre Dardenne. O diretor brasileiro Karim Aïnouz, a atriz canadense Arsinée Khanjian, o escritor e roteirista Emmanuel Carrère e o diretor de fotografia Yu Lik-Wai completam o time.

Este ano, em sua 65ª edição o Festival de Cannes homenageia ninguém mais ninguém menos que Marilyn Monroe, eterna sex symbol americana. Mesmo após 50 anos de sua morte, a atriz ainda desperta curiosidade e é um dos maiores exemplos de sensualidade. Por ser uma notável referência para o cinema mundial, é ela quem ilustra o evento.