(Good, GBR/ALE, 2008)

Drama

Direção: Vicente Amorim

Elenco: Viggo Mortensen, Jason Isaacs, Mark Strong, Steven Mackintosh, Gemma Jones, Anastasia Hille, Ruth Gemmell

Roteiro: C. P. Taylor (peça), John Wrathall

Duração: 96 min.

Minha nota: 7/10

Voltando ao já exageradamente explorado tema do nazismo e da perseguição aos judeus, o filme O Homem Bom chega para contar a história do outro lado. Não que ele defenda os nazistas, claro que não, mas ele mostra que entre as muitas pessoas envolvidas existiam algumas que não eram más.

Professor Halden dava aulas de literatura na universidade. Um de seus livros, um romance onde um homem matava sua amada doente para que não sofresse mais, caiu nas graças de Hitler e de seus ajudantes. Convidado para escrever um ensaio sobre a eutanásia, Halden entrou para a SS antes do início da perseguição aos judeus e foi ganhando notoriedade.

A bondade do personagem é proporcional a sua covardia e ignorância. O que fica bem claro em sua relação com seu melhor amigo, um psicanalista judeu.

O filme, dirigido pelo brasileiro Vicente Amorim, é correto e bem cuidado. O roteiro é interessante e não tem grandes furos.

Viggo Mortensen começa a se firmar como um bom ator e está muito bem na pele do contido, apático e perdido professor. O resto do elenco está muito bem e as atuações dos ingleses Jason Isaacs e Gemma Jones merecem uma atenção especial.

Uma boa pedida até para aqueles que não suportam mais ver filmes sobre o nazismo.

Próximas sessões no festival: 05/11, às 21h20, 08/11, às 21h

Um Grande Momento

A música no caminhão de judeus.

Links

Site Oficial

Imdb



FIC Brasília 2008