(Trinta, BRA, 2014)

Drama
Direção: Paulo Machline
Elenco: Matheus Nachtergaele, Paulo Tiefenthaler, Paolla Oliveira, Milhem Cortaz, Fabrício Boliveira, Ernani Moraes, Mariana Nunes, Tato Gabus, Lea Garcia, Augusto Madeira
Roteiro: Claudio Galperin, Felipe Sholl, Mauricio Zacharias, Paulo Machline
Duração: 92 min.
Nota: 7 ★★★★★★★☆☆☆

O ano era 1989, a Beija-Flor chegava à Sapucaí com o desfile Ratos e Urubus, Larguem a Minha Fantasia. O Espetáculo confirmou o que já se dizia há muito tempo: Joãosinho Trinta conseguia pensar o desfile como nenhum outro carnavalesco. Era o melhor naquilo que fazia. Trinta, do diretor Paulo Machline, é uma espécie de homenagem a esse grande nome do carnaval carioca.

O longa-metragem não chega para falar da vida de desfiles, pelo contrário, resolve contar a história que poucos conhecem sobre o carnavalesco. O começo de sua história dentro dos barracões de escola de samba.

Maranhense de nascimento, Joãosinho chegou à cidade maravilhosa na década de 50 para realizar o sonho de sua vida: integrar o corpo de baile do Teatro Municipal. Aprovado no teste, porém, não consegue deixar o papel de coadjuvante nas apresentações. Frustrado, vai auxiliar seu amigo cenógrafo Fernando Pamplona. Segue o mentor também nos desfiles, até que assume o posto de carnavalesco da Salgueiro, com o enredo O Rei da França na Ilha da Assombração, no ano de 1974.

Não é a primeira vez que Machline leva Joãosinho às telonas. Em 2009, o documentário A Raça Síntese de Joãosinho Trinta, dirigido em parceria com Giuliano Cedron, plantavam a semente de uma vontade muito maior de falar do carnaval e do próprio carnavalesco.

Funcional do início ao fim, o filme consegue superar suas imprecisões e se destaca pela própria história do protagonista e pela interpretação inspiradíssima de Matheus Nachtergaele. A soberania do ator paulistano nas cenas e uma proximidade com aquilo que se conhece de Trinta impressionam e conquistam qualquer um.

Um retrato interessante de uma das figuras mais polêmicas e ao mesmo tempo admiradas do carnaval carioca. Sem se entregar a exageros e focando principalmente na realização profissional do protagonista, o longa promete envolver. Mesmo que talvez não funcione muito com quem pouco conhece dos desfiles de escolas de samba, apresenta uma figura que merece ser conhecida por todos.

Um Grande Momento:
O chilique no barracão.

Links

No IMDb