(Last Chance Harvey, EUA, 2008)

Drama
Direção: Joel Hopkins
Elenco: Dustin Hoffman, Emma Thompson, Eileen Atkins, Kathy Baker, Liane Balaban, James Brolin, Richard Schiff
Roteiro: Joel Hopkins
Duração: 92 min.
Nota: 6 ★★★★★★☆☆☆☆
Sabe aquelas comédias românticas em que o casal de estranhos se conhece por acaso, compartilha bons momentos e no final um dos dois sai correndo atrás do outro por percebe que aquela era “a pessoa” da sua vida? Tinha Que ser Você é mais um desses muitos filmes sobre relacionamento, mas isso não tão bobo como o usual. A maturidade dos protagonistas está lá para garantir que seja diferente.

Harvey Shine é um compositor de jingles, que passa por um momento crítico de sua carreira e viaja a Londres para o casamento de sua filha, com quem não tem um bom relacionamento. Já Kate Walker é uma mulher solitária que sonha em ser escritora e é perseguida pelas ligações da mãe todos os dias.

O filme começa mostrando como é vida dos dois: amarga e sem muito sentido. Eles parecem não pertencer a seus mundos, são pessoas deslocadas. Isso até o momento em que se conhecem e a identificação proporciona uma aproximação dos dois, numa longa caminhada por Londres. Depois de muita conversa eles percebem que não são tão ruins assim e podem ter uma segunda chance na vida (aliás o título original é Última Chance Harvey).

O problema do longa é que fica difícil acreditar que um bom compositor como Harvey tenha sua carreira abalada e que uma mulher bonita como Kate não consiga um encontro sequer. Além disso, o filme é previsível demais e fica difícil manter a empolgação.

Se o espectador conseguir relevar esses problemas e levar em consideração os dois excelentes atores que estão na tela, poderá se divertir com os longos diálogos dos dois. Aliás é só por seus protagonistas que o filme funciona.

Um daqueles filmes que vale a pena ser visto quando não há muita coisa para fazer e quando, coincidentemente, esteja passando na tv.

Um Grande Momento

O discurso de Harvey.

Links

No IMDb Site Oficial