(Sonhos Roubados, BRA, 2009)

Festival do Rio 2009Três anos após o lançamento de seu documentário As Meninas, Sandra Werneck volta ao tema gravidez na adolescência, ficcionaliza algumas de suas personagens e realiza Sonhos Roubados.

Ainda que aborde assunto distinto, o novo filme parece uma continuação carioca do filme Antônia, de Tata Amaral, que fala sobre a vida de cantoras que se juntam para cantar rap, e é tão esquecível quanto o parente paulista.

Com cara e jeito de especial de TV, o filme fala da vida de três meninas pobres que são apresentadas a problemas adultos muito antes de terem a maturidade para enfrentá-los. Preconceito, falta de dinheiro e de trabalho, prostituição infantil, abandono e outros problemas do dia a dia no país estão lá para complicar a vida das três.

Talentosas atrizes iniciantes e um elenco de apoio competente, com grandes nomes como Marieta

Severo, Nelson Xavier, Ângelo Antônio, Daniel Dantas e uma boa atuação até do cantor de rap MV Bill, facilitam a experiência, que não chega a ser ruim, mas não acrescenta grandes coisas aos muitos debates sobre o tema.

A bela fotografia de Walter Carvalho, sempre com bons enquadramentos, não apaga a sensação de estar acompanhando o núcleo pobre de uma das novelas de Agnaldo Silva e persiste até os momentos finais, que, como em toda boa novela, não poderiam ser diferentes do que são.

Mas é um filme fácil e que consegue ter o seu apelo. Daqueles que têm tudo para levar um bom número de pessoas ao cinema, como outras experiências da diretora de Pequeno Dicionário Amoroso e Amores Possíveis.

Um Grande Momento
Grande, grande não tem nenhum, mas a festa de 15 anos é bonitinha. 

Links

Drama
Direção: Sandra Werneck
Elenco: Nanda Costa, Kika Farias, Amanda Diniz , Nelson Xavier, MV Bill, Marieta Severo, Ângelo Antônio, Lorena da Silva, Daniel Dantas, Zezeh Barbosa, Silvio Guindane, Murilo Grossi, Guilherme Duarte
Roteiro: Paulo Halm, Adriana Falcão Sandra Werneck José Joffily Michelle Franz, Maurício Dias
Duração: 85 min.
Minha nota: 5/10