Longa brasileiro Que Horas Ela Volta? está fora da disputa do Oscar 2016

Mesmo tendo chamado a atenção no Festival de Sundance deste ano e sendo considerado nas listas da crítica este ano, Que Horas Ela Volta?, longa-metragem de Anna Muylaert, já está fora da disputa ao Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira.

Ainda que o húngaro O Filho de Saul seja claramente o favorito à estatueta, que será entregue no dia 28 de fevereiro de 2016, ainda havia uma esperança de que o filme estrelado por Regina Casé estivesse entre um dos cinco concorrentes. A última vez que o Brasil apareceu entre os finalistas foi em 1999, com Central do Brasil.

Método de escolha

A escolha dos finalistas da categoria acontece em duas fases. Na primeira, centenas de membros da Academia em Los Angeles assistem aos filmes selecionados pelos países. Neste ano, foram 81 títulos enviados.

Às seis produções melhor qualificadas são acrescidos mais três títulos, escolhidos por um comitê executivo especialmente criado para a categoria. Na segunda fase, os filmes são exibidos e podem ser votados pelos membros da Academia de outras localidades.

Oscar 2016

Composta por uma maioria de filmes europeus, o único latino-americano presente na lista é o colombiano O Abraço da Serpente. Na lista anunciada ontem (17) pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos estão:

Alemanha: Labirinto de Mentiras
Bélgica: O Novíssimo Testamento
Colômbia: O Abraço da Serpente
Dinamarca: Guerra
Finlândia: O Esgrimista
França: Cinco Graças
Hungria: O Filho de Saul
Irlanda: Viva
Jordânia: O Lobo do Deserto

Os cinco finalistas serão anunciados junto as indicações em outras categorias no dia 14 de janeiro de 2016. A cerimônia de premiação acontece no dia 28 de fevereiro.