Romances adolescentes

Por problemas técnicos, o Top 10 da semana não pode ser publicado ontem, no domingo. Como tudo já está devidamente resolvido, vamos à sugestão da leitora Juliana Costa, da Bahia.

Adolescente, ela quer ver aqui quais são os dez filmes de amor que o Cenas de Cinema escolheria. Na lista estão muitos clássicos da minha época de adolescência, mas outros títulos, mais atuais, também foram lembrados.

Claro que os clichês são e assim como muita gente gosta, muita gente detesta o gênero.

10 Coisas que eu Odeio em Você (10 Things I Hate About You)

Adaptado do clássico A Megera Domada, de William Shakespeare, e ambientado em uma escola cheia de adolescentes, este filme conquistou milhares de fãs pelo mundo. Cenas como a música cantada na arquibancada durante o treino de futebol e a poesia recitada são lembradas por muito.

Hoje em dia assistir ao filme ficou mais emocionante, já que foi este título que revelou Heath Ledger, falecido precocemente em 2008.


Um Amor para Recordar (A Walk to Remember)

Apesar de detestar, sei muita gente gosta demais do filme, tanto que os comentários que fiz sobre ele são muito acessados até hoje. A história de uma menina com câncer e do amor de dois adolescentes, apesar dos muitos clichês, é até bonitinha, mas ninguém precisa ouvir a Mandy Moore cantando.

S.O.S. do Amor (Love Wrecked)

Uma característica marcante da adolescência de qualquer um é a de sempre procurar ídolos. Nesta fase da vida estamos mais fãs do que nunca e o maior sonho é conhecer aquele ator, cantor, jogador etc. Jenny (Amanda Bynes) é uma fã desesperada que naufraga com o ídolo em uma ilha. Apesar de ser outro que também não me agrada muito, o título faz muito sucesso.

Diário de uma Princesa (The Princess Diary)

E se aquela menininha sem graça e desengonçada da escola descobrir que é uma princesa? Este é o tema principal do filme que além de divertido, conta com atuações excelentes e ainda tem a participação de Julie Andrews, a babá mais famosa do cinema (Mary Poppins e A Noviça Rebelde).

Um Casal Quase Perfeito (The Cutting Edge)

Receita que sempre funciona é a de um casal se conhece, não se gosta e é obrigado a ficar junto por um tempo. Esta é a história de Doug (D. B. Sweeney) e Kate (Moira Kelly), dupla de patinação no gelo formada às pressas depois que o antigo parceiro dela a abandona.

Para Sempre Cinderela (Ever After)

Outra coisa que também tem um grande potencial de dar certo é misturar a historinha romântica com contos de fadas. A possibilidade de gostarmos de alguma coisa que tem uma estrutura que conhecemos desde crianças é sempre muito grande. Com direito a madrasta má e baile com o príncipe.

Edward Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands)

Romances adolescentes também podem acontecer longe da escola e envolver pessoas que não são assim tão humanas como deveriam. Edward (Johnny Depp) é a criação de um inventor que morre antes de completá-lo. Com tesouras no lugar das mãos ele é descoberto por uma vendedora Avon e se apaixona pela filha dela.

A Garota de Rosa-Shocking (Pretty in Pink)

Olha outro clichê do gênero: a menina é daquelas que só anda com nerds e afins, não chama a atenção de ninguém na escola e se apaixona por um dos garotos mais populares do lugar. São tantos filmes sobre o mesmo que fica até difícil de identificar. A Garota de Rosa-Shocking é um dos filmes que marcou a minha adolescência e, de certa forma, os anos 80.

Namorada de Aluguel (Can’t Buy Me Love)

Versão masculina de A Garota de Rosa-Shocking, este filme conta a história do nerd que quer ser popular de qualquer maneira e acaba alugando a líder de torcida para impressionar o pessoal da escola. Outra curio
sidade do filme é Patrick Dempsey, muito antes de ficar bonitinho como é hoje.

Digam o que Quiserem… (Say Anything…)

Uma das cenas mais citadas pelo pessoal dos anos 80 quando o assunto é filme de amor adolescente é a de Lloyd segurando um gravador acima da cabeça. Pais superprotetores são figuras constantes no gênero e em Digam o que Quiserem… o maior sonho de James (John Mahoney) é afastar o pouco promissor Lloyd (John Cusack) e sua filha Yone (Diane Court).

  • ana clara

    Eu adorei o filme amor para recorda
    eu chorei quando eu vi é muito bom principalmente quando a(mandy moore) canta e bom de mais
    esse filme

  • Juliana

    Valeu demais Cecília. Ainda ñ conheço esses filmes antigos. Vou procurar.
    Como assim você não gosta de Um Amor…? é mt lindo!
    :]

Pin It on Pinterest

Share This