(RED, EUA, 2010)

Comédia
Direção: Robert Schwentke
Elenco: Bruce Willis, Helen Mirren, Morgan Freeman, John Malkovich, Mary-Louise Parker, Karl Urban, Richard Dreyfuss, Ernest Borgnine, Brian Cox
Roteiro: Erich Hoeber, Jon Hoeber
Duração: 111 min.
Nota: 7 ★★★★★★★☆☆☆

Frank Moses é uma agente aposentado da CIA que leva uma vida sossegada e até chata. Seu único prazer é ligar para atendente do serviço de pensão Sarah, de quem ele gosta, fingindo não ter recebido os cheques da aposentadoria só para poder falar com ela. Mas essa vida tranquila é interrompida quando tentam matá-lo. Ele precisa fugir e descobrir porque se tornou um alvo.

Para se salvar e também proteger outros possiveis alvos, ele decide ressuscitar seu antigo time de campo: o sábio Joe Matheson , o paranoico Marvin Boggs e a experiente Victoria, além de Sarah, que senvolveu por acaso nessa confusão.

Baseado em uma história da D.C. Comics, RED: Retired Extremely Dangerous (ou Aposentados Extremamente Perigosos) é um filme que busca simplesmente a diversão do público sem maiores pretensões, brincando com o fato de que esses aposentados “especiais” levavam um vida normal, porém cheia de segredos. A aposentadoria não passa de um carimbo no papel, pois continuam em forma e cheios de táticas, como se estivessem na ativa.

Apoiado em um elenco que por si só já consegue levar muita gente ao cinema, com Bruce Willis, John Malkovich, Morgan Freeman, Brian Cox, Hellen Mirren, Richard Dreyfuss e até Ernest Borgnine, o filme conta com bons momentos, algumas boas cenas de ação e muito humor.

Bruce Willis encarna um homem tão calmo e entediado que impressiona nas primeiras cenas do filme. Hellen Mirren, a lady inglesa empunhado metralhadoras e rifles, é divertida, apaixonante e também um tanto dura quando necessário. Brian Cox, como o caricato agente russo faz uma participação excelente. O elenco mais jovem também vai muito bem com Mary-Louise Parker e Karl Urban, que seguram as pontas trabalhando perto de tantos notáveis do cinema.

No entanto, o grande nome do elenco é John Malkovich e seu paranóico Marvin Boogs. Depois que ele entra em cena é praticamente impossível tirar os olhos dele e pensar em qual será sua próxima “mania”. Só por causa dele já se pode dizer que vale a pena ver o filme.

O roteiro não se decide entre a comédia-família ou a ação e muitas vezes se perde no ritmo, dando lugar a cenas enfadonhas, como a viagem de carro. Outro ponto negativo é a opção das transições com cartões postais, talvez numa tentativa frustrada de referências aos quadrinhos.

Tirando os pontos fracos, fica claro que a tentativa não é a de fazer um filme super inteligente, mas sim um filme divertido e com pitadas de ação que serve bem como passatempo para momentos em não há nada mais importantes para fazer, com a vantagem de ter um elenco estelar.

Um Grande Momento

Abra o porco!

Links

No IMDb Site Oficial