(Chasing Amy, EUA, 1997)

Comédia
Direção: Kevin Smith
Elenco: Ben Affleck, Jason Lee, Joey Lauren Adams, Dwight Ewell, Carmen Llywelyn, Casey Affleck, Brian O’Halloran, Matt Damon, Jason Mewes, Kevin Smith
Roteiro: Kevin Smith
Duração: 113 min.
Nota: 8 ★★★★★★★★☆☆

Quando Kevin Smith apareceu no cinema, com O Balconista, foi fácil perceber a sua habilidade como roteirista. Cheio de referências à cultura pop e ao hoje famoso e cultuado universo nerd, o filme era o primeiro de uma trilogia muito pessoal: a Trilogia de Nova Jersey, continuada pelo mais fraco Barrados no Shopping e encerrada pelo interessantíssimo Procura-se Amy, que não chega a abandonar as tão comuns referências, mas se aprofunda em sentimentos comuns a todos os que estão assistindo e, talvez por essa identificação imediata, seja o melhor dos três filmes.

Em Procura-se Amy, Holden McNeil e Banky Edwards são autores das famosas histórias em quadrinhos Bluntman & Chronic. Em uma convenção de quadrinhos, em Nova York, graças a um amigo em comum, Holden conhece Alyssa Jones, autora da história Idiosyncratic Routine. Bastam de alguns drinques e um jogo de dardos para que ele se apaixone por ela. Seria mais uma comédia romântica comum, não fosse o detalhe de a primeira barreira entre o casal ser a orientação sexual da moça. Mas isso não impede que os dois se tornem grandes amigos e passem a viver cada vez mais juntos.

Sem nenhuma dúvida, a grande preciosidade do longa é o roteiro. Muito bem apoiado em complexos sentimentos humanos, como insegurança e insatisfação, o filme é cheio de diálogos memoráveis, vide a conversa entre Alyssa e Banky sobre sexo oral ou o questionamento dela sobre a definição de virgindade, por exemplo. Sim, os dois exemplos são sobre sexo como grande parte do filme, que não deixa de ser um apanhado das milhões de conversas que milhões de pessoas têm sobre o assunto

Mas não é só por isso que o espectador quase não nota as duas horas do filme. Com personagens bem delimitados e resistindo bem a clichês, Smith consegue dar ritmo à sua comédia romântica que não termina naquela cena que, para outros filmes do gênero, seria o desfecho da história. Ao ir além, ele traz a história para a realidade, deixando tudo mais plausível e interessante.

No elenco, nomes de amigos e colaboradores conhecidos de Smith, como Ben Affleck (Pearl Harbor), Jason Lee (Quase Famosos) e Joey Lauren Adams (Jovens, Loucos e Rebeldes) dão vida ao trio principal muito eficientemente. Tradição nos títulos do ícone nerd, há também as participações especiais, aqui de Brian O’Halloran (O Balconista) e Matt Damon (Gênio Indomável) como produtores de televisão e, claro, a presença da dupla Jay e Silent Bob. O último, como um bom dono da bola, tem uma participação fundamental para o arremate da história.

Clássico dos anos 90, Procura-se Amy é um filme que vale todo o alarde que foi feito à época e que, mesmo depois de 15 anos, se mantém atual. Daqueles títulos que merecem ser conhecidos por todos que, fatalmente, se identificarão com o que está sendo visto na tela.

Um Grande Momento

“Tinha que ser como a CNN ou o canal do tempo…”

Links

No IMDb