(The Pirates! Band of Misfits , GBR/EUA, 2012)

Animação/Aventura
Direção: Peter Lord, Jeff Newitt
Roteiro: Gideon Defoe
Duração: 88 min.
Nota: 8 ★★★★★★★★☆☆

Capitão Pirata é mais um dos terrores dos Sete Mares… ou deveria ser. O trapalhão pirata e sua tripulação viajam por todo o mundo, são sempre cheios de histórias e têm orgulho de ser piratas, apesar de suas nem sempre bem-sucedidas expedições. O sonho do líder da corja é derrotar os rivais Black Bellamy e Cutlass Liz na disputa pelo troféu de Pirata do Ano. Porém, para conseguir ser o campeão, ele tem que ter muito dinheiro proveniente de saqueamentos.

Após diversas tentativas frustradas, Capitão Pirata acaba parando no navio de Charles Darwin, mas não encontra nada além de um jovem nerd, seu diário e diversas espécies de animais. Indignado com seus fracassos, Pirata, ao lado da tripulação e acompanhado de sua fiel companheira, Polly (uma papagaia), manda Darwin para a prancha. É quando o jovem convence todos de que Polly não é um papagaio e sim uma dodô, espécie em extinção e com quem eles poderiam ganhar muito dinheiro. Eles partem da exótica Ilha de Sangue rumo às ruas da Londres vitoriana, batalhando contra a Rainha Vitória e se metendo em cada vez mais confusões.

A vida inteira briguei com amigos e parentes que me chamavam de nerd… Até hoje brigo. Piratas Pirados! é um filme cheio de aventuras, diversão e referências nerds a fatos históricos (como, por exemplo, a relação entre o jovem Charles Darwin e seu melhor amigo, um macaco). Depois de ver o filme, acompanhada com uma pessoa que não conseguiu pegar a maioria das referências, vi que, de fato, talvez eu tenha um pouco de nerdíce no sangue.

Animação em stop-motion da Aardman Animations, estúdio também responsável por A Fuga das Galinhas e pelas aventuras de Wallace e Gromit, o filme, que cativaria o público infantil pelo simples fato de ser massinha se mexendo e o adulto pela riqueza de detalhes, leva as crianças ao delírio com toda aquela diversão, brigas, cantoria e histórias de pirata. Sem deixar de ser totalmente recomendável aos jovens nerds, bem como aos adultos e idosos que conhecem um pouco de história e ciências. Basta ter um senso de humor apurado e pegar piadinhas no ar (na versão dublada, os piratas tem um cartão de desconto da Magazine do Gancho) para se divertir.

O filme é massa (tudo bem, talvez eu não seja tão boa quanto o roteirista Gideon Defoe para deixar piadinhas no ar)! É uma gracinha, super empolgante, interessante e bem equilibrado, causando nostalgia nos mais velhos e oferecendo muita ação e diversão aos mais novos. Rico em detalhes, com piadas inteligentes, histórias envolventes e um final que te faz querer que o filme não acabe nunca mais.

Um Grande Momento

Pirata Capitão vendo Darwin e Bubbles, seu macaco, comendo:
“Vocês são parentes?”

Links

No IMDb Site Oficial