(Kishibe no tabi, JPN/FRA, 2015)

Drama
Direção: Kiyoshi Kurosawa
Elenco: Eri Fukatsu, Tadanobu Asano, Yû Aoi, Tetsuya Chiba, Akira Emoto, Daiki Fujino, Masao Komatsu
Roteiro: Kazumi Yumoto (romance), Kiyoshi Kurosawa, Takashi Ujita
Duração: 127 min.
Nota: 6 ★★★★★★☆☆☆☆

Para o Outro Lado é a história de um amor que não pôde se despedir. Depois de três anos de sua morte por afogamento, um marido volta para a casa de sua mulher e ambos partem em uma jornada.

Extremamente bem filmado, com um cuidado visual que transborda da tela a cada nova cena, o novo longa-metragem de Kiyoshi Kurosawa, premiado pela direção neste ano na mostra Um Novo Olhar, em Cannes, é um daqueles filmes que deixa o espectador extremamente confortável com o que está vendo.

O cuidado com a composição de cada plano, as ideias visuais para determinação de acontecimentos e um trabalho equilibrado de cor e luz são mesmo impressionantes e, somando-se a curiosidade da história contada, fazem com que a chegada e a permanência no filme se dê de maneira tranquila e natural. Pelo menos por um tempo.

O ritmo lento da narrativa, combinado com o tom por vezes piegas e uma diferença cultural no modo de encarar a morte, dificultam o andamento do filme. Cansando o espectador em certos momentos e fazendo com que distrações chamem mais atenção do que o principal.

Ainda assim, mesmo que não acerte sempre, é um filme com belas passagens e com momentos bastante inspirados, como o desfecho da visita ao velho entregador de jornais.

Com destaque para a fotografia de Akiko Ashizawa, a montagem de Tsuyoshi Imai e a própria direção de Kurosawa, o longa-metragem ainda conta com boas atuações da dupla de protagonistas Eri Fukatsu e Tadanobu Asano.

Mesmo não sendo marcante, Para o Outro Lado é um filme encantador por sua estética. E não deixa de ser uma bela representação sobre a tão importante conclusão de histórias da vida.

Um Grande Momento:
O fim da primeira visita.

Para-o-outro-lado_poster

Links

No IMDb