Visto no Cinema(Fly Me to the Moon, BEL, 2008)

Aventura/Infantil/Animação

Direção: Ben Stassen

Roteiro: Domonic Paris

Duração: 84 min.

Minha nota: 6/10

Três mosquinhas crianças, cansados da falta de aventura, resolvem se infiltrar no foguete Apollo 11, da Nasa, que levou o homem à lua pela primeira vez.

Com uma desenhos bem feitos e uma historinha simpática, a animação belga consegue ser boa e ruim ao mesmo tempo. Enquanto surpreende em alguns pontos, desliza em muitos outros.

Os maiores problemas, senão todos, estão no desenvolvimento do roteiro. Alguns acontecimentos estão jogados e soluções são dadas sem que os envolvidos sequer soubessem o que estava realmente ocorrendo. É aquela velha história do “se ele não estava lá, como sabe o que aconteceu?”. E não é só uma vez, são várias.

A relação com a guerra fria também é fraca e mal explicada e ainda tem um final completamente desnecessário. E por falar em final, para que serve a aparição de Buzz Aldrin?

A escolha da trilha sonora, apesar de ótima, é meio estranha já que se trata de um público infantil, mas não compromete. Alguns clichês espaciais também acontecem, como o já batido uso de O Danúbio Azul, aqui numa coreografia bem bonitinha.

Parando de falar mal, os personagens são bem carismáticos, mesmo sendo moscas; algumas piadas são ótimas e algumas cenas são de uma beleza plástica maravilhosa. O vidro quebrando e o suco de laranja são as melhores.

Ruim e bom ao mesmo tempo, o filme consegue arrancar algumas risadas dos espectadores, gera algum suspense e agrada ao público mais novo. Aliás, quanto mais nova a criança, mais ela vai gostar.

Ainda assim é estranho assistir a uma animação espacial no mesmo ano do maravilhoso e extremamente bem feito WALL-E. Assim como é estranho ouvir falar da chegada do homem à lua na época em que mais se contesta a veracidade deste fato, principalmente depois do desaparecimento das fitas da expedição.

Mas o filme tem o seu charme e a sua graça. Bom para papais com filhos entre os 3 e os 6 anos. Ou para ver em casa, quando estiver passando na televisão.

Na versão original alguns vozes foram dubladas por Robert Patrick, Tim Curry, Christopher Lloyd e o pequeno Trevor Gagnon.

Um Grande Momento

O tubo de ensaio quebrando.



Links

Site Oficial

Imdb