(Os Amigos, BRA, 2013)

Drama
Direção: Lina Chamie
Elenco: Marco Ricca, Dira Paes, Sandra Corveloni, Teka Romualdo, Fernando Alves Pinto, Caio Blat, Rodrigo Lombardi, Alice Braga
Roteiro: Lina Chamie
Duração: 89 min.
Nota: 2 ★★☆☆☆☆☆☆☆☆

Há ideias de integração de elementos literários clássicos e eventos cotidianos gerais que podem render bons frutos. Outras não, como no novo longa-metragem da diretora Lina Chamie, Os Amigos. Estrelado por Marco Ricca e Dira Paes, o filme é tão inchado de referências e símbolos que não consegue chegar a lugar algum.

O longa conta um dia na vida de Théo, um arquiteto que tenta superar a dor da perda de seu melhor amigo de infância e encontra algum conforto na relação com a melhor amiga, Majú. A descrição simples, porém, só existe nessa sinopse.

O primeiro defeito do filme é tentar associar, logo de cara, a jornada de Theo à Odisseia, de Homero. A falta de conexão entre ambas é acentuada pelo modo escolhido para a declamação do poema clássico: em uma espécie de apresentação anual de curso infantil de circo, várias crianças interpretam a história do herói Ulisses.

O exagero está em todo o filme, que não se limita a querer dar uma aura épica a acontecimentos cotidianos comuns. O roteiro ainda mistura em uma mesma história arquitetura, zoologia, engenharia de tráfego, super-heróis e mais mitologia grega, entre outras coisas. São tantas inserções que fica difícil acompanhar a história central do longa-metragem. A montagem também não ajuda muito ao intercalar situações da infância do protagonista, com os dias atuais.

A confusão não atinge somente os espectadores. A atuação de Marco Ricca e Dira Paes como Théo e Majú, respectivamente, também não consegue fluir e, embora ambos tenham alguns bons momentos, o resultado final é muito aquém do esperado.

Outro incômodo claro no filme é a tentativa visual de expor girafas. Sendo produzido pela Girafa Filmes, alguma menção seria até aceitável, mas ver girafas ao natural, em desenhos e em objetos decorativos chega a ser deselegante.

Sotaques forçados, close-ups exagerados e fora de propósito e cenas como a da menina repetindo o que é dito pelo personagem Théo em uma conversa telefônica também depõem contra o filme.

Um pouco mais de cuidado na definição de temas a serem abordados e uma melhor construção do drama de Théo seriam fundamentais, mas perdem espaço para uma vontade de levar à tela tudo aquilo que seria potencialmente interessante. O resultado é um filme que não chega a lugar nenhum.

Um Grande Momento:
Falta um grande momento ao filme

Os-amigos_poster

Links

No IMDb


OS AMIGOS – Promo (3min) from Girafa Filmes on Vimeo.