(Ópera do Mallandro, BRA, 2007)

Comédia

Direção: André Moraes

Elenco: Michel Joelsas, Lázaro Ramos, Jair Oliveira, Thogun, Edmilson Barros, Ângelo Paes Leme, Lúcio Mauro Filho, Luciano Szafir, Adriano Nascimento, Wagner Moura (voz), Anna Sophia Folch, Thaís Araújo, Rafael Greyck, Sílvia Lourenço, Sérgio Mallandro

Roteiro: André Moraes

Minha Nota: 5/10

O brasiliense André Moraes já é bastante conhecido no cinema nacional como compositor. Sua música está presente em produções como No Coração dos Deuses, Lisbela e o Prisioneiro, Meu Tio Matou um Cara e O Coronel e o Lobisomem. Ele também participou como ator dos filmes Cazuza e Os Desafinados e dirigiu o curta O Destino de Miguel, que foi sucesso na internet. Agora, ele aparece com um novo projeto: o curta A Ópera do Mallandro, dirigindo, roteirizando e produzindo.

Ao contrário do que o nome possa parecer, não tem nada a ver com a peça escrita por Chico Buarque e já filmada anteriormente. Na verdade, o Mallandro do título é aquele que conhecemos e que, bem ou mal, marcou a década de 80 fazendo coisas que nem sempre eram engraçadas.

No filme, um garoto, interpretado por Michel Joelsas (O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias), para passar de ano, tem quinze minutos para escrever uma redação com tema livre e deve ser o mais criativo possível. É assim que ele acaba embarcando por uma viagem na cultura pop dos anos 80, com direito a Michael Jackson, Flashdance, Sidney Magal, Fofão e Bozo.

E aí que Sérgio Mallandro aparece. Todas as músicas do filme são versões de antigos sucessos do cantor/apresentador/fazedor de glu-glu.

Apesar de cansar um pouco no final, as risadas são garantidas. Principalmente para aqueles que já jogaram Aquaplay, assistiram E.T. no cinema, usaram mochila da Company e guardam até hoje boas lembranças de uma infância vivida na época.

É bom conhecer.

O curta pode ser conferido no MySpace do diretor André Moraes.

Um Grande Momento

O Ângelo Paes Leme está demais.

Foto: Ego

Links

Site Oficial