O Som ao Redor

O Som ao Redor foi o escolhido para representar o Brasil na disputa por uma das vagas na categoria de melhor filme estrangeiro do Oscar 2014. O anúncio foi feito hoje (20), em Brasília, pelo secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura, Leopoldo Nunes.

Primeiro longa-metragem de ficção de Kleber Mendonça Filho, o filme fala sobre a sociedade brasileira e critica seus vícios, divisões e falso desenvolvimento. Premiado em vários festivais no ano passado, como Festival do Rio, Mostra de São Paulo, Festival de Gramado e Roterdã, O Som ao Redor foi quase uma unanimidade da crítica especializada e, tendo em vista a distribuição alternativa, levou um bom número de espectadores às salas de cinema.

Antes de chegar ao veredito final, a Comissão Especial de Seleção – composta por Nunes, George Torquato Firmeza (Ministério das Relações Exteriores), Sylvia Bahiense Naves (Secretaria do Audiovisual), a produtora Vânia Catani e a diretora da Mostra-SP Renata Almeida – escolheu dois dos 14 filmes inscritos. O Som ao Redor foi escolhido entre estes.

Além do filme vencedor, a lista foi composta por: Cine Holliúdy; Colegas; Cores; Elena; Faroeste Caboclo; Gonzaga de Pai para Filho; Meu Pé de Laranja Lima; O Dia que Durou 21 Anos; O Que Se Move; O Tempo e o Vento; Porto dos Mortos; Uma História de Amor e Fúria e Xico Stockinger.