(The Reader, EUA/ALE, 2008)

Drama

Direção: Stephen Daldry
Elenco: Ralph Fiennes, David Kross, Kate Winslet, Jeanette Hain, Lena Olin
Roteiro: Bernhard Schlink (livro), David Hare
Duração: 124 min.
Minha nota: 7/10

O segundo título da noite foi o comentado O Leitor. Com grandes nomes no elenco, o filme conta a história de um adolescente que se envolve com uma mulher mais velha e a reencontra tempos depois como ré em um julgamento contra crimes nazistas.

O diretor Stephen Daldry é daqueles que sabe exatamente o que quer e em que hora quer. Nesse filme toda sua maestria é clara. Os atores estão bem dirigidos, as cenas têm um tempo preciso e tudo funciona muito bem.

Os atores também merecem todos os elogios. O trio princial (Kate Winslet, Ralph Fiennes e o jovem alemão David Kross) consegue transmitir com tanta facilidade os sentimentos de seus personagens que às vezes fica difícil ver que estamos diante de um filme.

A fotografia do filme, uma dobradinha dos craques Roger Deakins e Chris Menges; a música e o som fazem tudo casar corretamente e constróem um bom espetáculo. A arte é primorosa, os detalhes e a recriação de ambientes enchem os olhos.

Mas como nem tudo é a técnica e outras coisas são muito mais importantes para o filme funcionar, algo me incomodou muito na história (até o roteiro o bom, o problema é na história mesmo).

O filme é mais um dos muitos que tratam do holocausto. No caso, segue a nova tendência e deixa de focar as histórias na perseguição aos judeus e na limpeza étnica e volta-se para a sociedade alemã dentro do nazismo. Como os recentes O Homem Bom e O Menino do Pijama Listrado, tenta diminuir a culpa de uma população que não fez nada diante do absurdo.

Mas não é esse o motivo do meu incômodo. Como é que alguém comete um ato tão atroz e ainda consegue ser visto com piedade por alguém? Hannah Schmitz é uma mulher desprezível e manipuladora que não consegue nem mesmo encarar a sua própria ignorância, e faz com que tudo aconteça de modo que ela sempre se sinta satisfeita.

Apesar de não poder afirmar que a intenção do autor era mostrar que Hannah de alguma maneira se redimira de seus pecados, por mais de uma vez no filme, fica clara a insistência de Michael em justificar os erros da moça com a limitação de educação formal.

>>>Spoiler<<<
Inclusive a dúvida absurda do rapaz no julgamento fez com outras pessoas não fossem punidas como deveriam por suas atrocidades.
>>>Fim do Spoiler<<<

Acontece que todos esses detalhes fazem parte daquele pedacinho subjetivo do filme e que significa uma coisa para mim e outra para você e por isso não vai influenciar tanto na minha nota. Para se ter uma idéia, enquanto eu me indignava com alguns diálogos e seqüências, outras pessoas choravam com eles.

Sei que, tecnicamente, o filme é quase irrepreensível, deixando a dever só mesmo em uma ou outra maquiagem.

Merece ser visto, até para que a discussão do tema seja mais explorada.

Um Grande Momento
No campo.

Logo-Oscar1Oscar 2009
Melhor Atriz (Kate Winslet)



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar: Filme, Direção, Roteiro Adaptado, Atriz (Kate Winslet), Fotografia (Roger Deakins, Chris Menges)

BAFTA: Filme, Direção, Roteiro Adaptado, Atriz (Kate Winslet), Fotografia (Roger Deakins, Chris Menges)

Globo de Ouro: Filme de Drama, Direção, Roteiro, Atriz (Kate Winslet)

Links

Site Oficial

Imdb