Hollywood está em crise. Com bilheterias pífias, aquele que foi outrora o país de produção mais importante no mercado cinematográfico vê hoje seu público optar por filmes vistos em casa. É o cinema sentindo os golpes da crise econômica local.

A menos de duas semana da principal premiação americana, o Oscar, nota-se um movimento de revisitação da sétima arte. O amor ao cinema, em seus primórdios, é explícito na lista de indicados deste ano.

As principais apostas são A Invenção de Hugo Cabret, de Martin Scorsese, que homenageia aquele que foi um dos mais importantes precurssores desta arte, Georges Méliès, e O Artista, filme francês mudo e em preto e branco dirigido por Michel Hazanavicius que relembra a decadência do cinema mudo e a ascenção do cinema sonoro.

Ainda que tenham demonstrado um desempenho menor do que o desejado nas bilheterias, ambos os filmes tocam o público por fazê-lo entrar novamente na alma do cinema e reconhecê-lo como arte. Algo muito difícil em tempos de substituição da qualidade por efeitos especiais mirabolantes e franquias infinitas.

Esse cinema dentro do cinema já encanta há tempos. Grandes cineastas e profundos conhecedores da alma cinematográfica como Woody Allen, Pedro Almodóvar, Federico Fellini e Billy Wilder, entre outros, já filmaram o cinema.

A Rosa Púrpura do Cairo
de Wood Allen. Com Mia Farrow, Jeff Daniels, Danny Aiello
Uma dona de casa de se refugia de sua triste vida na sala de cinema. Ao assistir o mesmo filme pela quinta vez ela é surpreendida pelo mocinho, que literalmente abandona a trama para declarar o seu amor por ela.

8 1/2
de Federico Fellini. Com Marcello Mastroianni, Claudia Cardinale, Anouk Aimée, Sandra Milo
O cineasta Guido Anselmi está passando por uma crise criativa. Tentando contornar a situação, resolve metalinguisticamente fazer um filme contando seu problema para fazer um filme.

Saneamento Básico – O Filme
de Jorge Futado. Com Fernanda Torres, Wagner Moura, Camila Pitanga, Bruno Garcia, Lázaro Ramos, Tonico Pereira, Paulo José
Amadores resolvem participar de um edital para conseguir verba para implementar o esgoto em sua pequena cidade. Para isso precisam fazer um filme de ficção.

Cinema Paradiso
de Giuseppe Tornatore. Com Philippe Noiret, Jacques Perrin, Salvatore Cascio, Marco Leonardi

Com a morte do amigo Alfredo, antigo projecionista do cinema de sua cidade, o cinesta Salvatore Di Vita, ou Totó, relembra sua infância e como começou a amar o cinema.

Crepúsculo dos Deuses
de Billy Wilder. Com William Holden, Gloria Swanson, Erich von Stroheim
Um roteirista com problemas financeiros se esconde na casa de uma antiga estrela do cinema mudo. Ela o contrata para escrever o roteiro que a fará voltar às telas.

Cantando na Chuva
de Stanley Donen e Gene Kelly. Com Gene Kelly, Donald O’Connor, Debbie Reynolds
Dupla de atores de sucesso à época do cinema mudo precisa se adaptar à difícil realidade das películas sonoras para manter a fama.

Adaptação.
de Spike Jonze. Com Nicolas Cage, Tilda Swinton, Meryl Streep, Chris Cooper
Um roteirista precisa adaptar um romance para o cinema, mas passando fase desestruturada e melancólica da vida não consegue.

Ed Wood
de Tim Burton. Com Johnny Depp, Martin Landau, Sarah Jessica Parker, Patricia Arquette, Jeffrey Jones
Sobre aquele que é conhecido como “o pior diretor do mundo”, mas conseguia fazer seus filmes de terror e ficção científica com pouco ou nenhum recurso técnico e orçamento.

O Desprezo
de Jean-Luc Godard. Com Brigitte Bardot, Michel Piccoli, Jack Palance, Fritz Lang
Um roteirista é contratado para adaptar A Odisseia, de Homero, que será filmada por Fritz Lang. Enquanto o filme é rodado, seu casamento entra em crise.

A Noite Americana
de François Truffaut. Com Jacqueline Bisset, Jean-Pierre Léaud, François Truffaut
Imprevistos, egos de estrelas inflados, problemas de bastidores, falta de tempo e até uma briga de casal precisam ser contornados para que o filme “Je vous present Pamela” seja concluído.

Império dos Sonhos
de David Lynch. Com Laura Dern, Jeremy Irons, Justin Theroux
Uma atriz começa a confundir a sua vida com a vida da personagem que interpreta no filme. Baseado em um velho conto polonês, o filme já foi suspenso uma vez, quando os protagonistas foram mortos misteriosamente.

Pagando Bem, Que Mal Tem?
de Kevin Smith. Com Elizabeth Banks, Seth Rogen, Craig Robinson, Gerry Bednob
Sem dinheiro para pagar as contas do mês, um casal de amigo resolve se juntar a um grupo de conhecidos para fazer um filme pornô.

Tapete Vermelho
de Luís Alberto Pereira. Com Matheus Nachtergaele, Vinícius Miranda, Gorete Milagres, Jackson Antunes, Paulo Betti, Rosi Campos, Ailton Graça, Cássia Kiss
Um pai inicia uma verdadeira odisséia por várias cidades do interior de São Paulo para cumprir uma promessa ao seu filho: levá-lo para ver um filme de Mazzaropi.

Rebobine Por Favor
de Michel Gondry. Com Jack Black, Mos Def, Danny Glover, Mia Farrow
Depois de ter todos os filmes em VHS de uma pequena locadora desmagnetizados, dois amigos resolvem substituir vários títulos por novas versões feitas por eles mesmos.

Cada um com seu Cinema
de Theodoros Angelopoulos, Olivier Assayas, Bille August, Jane Campion, Youssef Chahine, Kaige Chen, Michael Cimino, Ethan e Joel Coen, David Cronenberg, Jean-Pierre e Luc Dardenne, Manoel de Oliveira, Raymond Depardon, Atom Egoyan, Amos Gitai, Alejandro González Iñárritu, Hsiao-hsien Hou, Aki Kaurismäki, Abbas Kiarostami, Takeshi Kitano, Andrey Konchalovskiy, Claude Lelouch, Ken Loach, David Lynch, Nanni Moretti, Roman Polanski, Raoul Ruiz, Walter Salles, Elia Suleiman, Ming-liang Tsai, Gus Van Sant, Lars von Trier, Wim Wenders, Kar Wai Wong, Yimou Zhang
Coletânea de curtas-metragens organizada pelo Festival de Cannes sobre a emoção de assistir a um filme.

Em tempos de crise ou não, é sempre uma delícia ver o cinema pelos olhos dos cineastas e perceber todo o fascínio que esta arte provoca em nomes que a vivem diariamente. E tomara que essa exposição sempre consiga trazer o  público de volta aos cinemas.

Conhece mais algum filme que deveria estar nessa lista?