(Giochi d’estat, CHE/ITA, 2011)

Drama
Direção: Rolando Colla
Elenco: Fiorella Campanella, Armando Condolucci, Alessia Barela, Antonio Merone, Roberta Fossile, Marco D’Orazi, Aaron Hitz, Monica Cervini, Francesco Huang, Chiara Scolari
Roteiro: Rolando Colla, Roberto Scarpetti, Olivier Lorelle, Pilar Anguita-MacKay
Duração: 101 min.
Nota: 7 ★★★★★★★☆☆☆

As férias de uma família disfucional em uma praia da Itália. O pai e a mãe vivem uma relação de desconfiança e agressões físicas e, sem intenção, afetam na postura do filho mais velho diante da vida e dos sentimentos. Com brincadeiras que validam o ditado “criança é cruel”, ele e o irmão aproveitam os dias na praia com três amigos recém conhecidos, o filho de um comerciante local e duas primas, a mais velha delas inconformada com a ausência do pai em sua vida.

Com um elenco infantil superior e um roteiro muito bem distribuído, o filme aposta na simplicidade para contar a história de uma criança que teve que aprender a conter suas emoções e a lidar com situações muito além de sua capacidade. Mesclando momentos de tensão e momentos sensibilidade o filme faz um retrato interessante da saída da infância e entrada na adolescência e de como se lida com os sentimentos nesse período. Cheio de qualidade, porém, o filme tropeça um pouco no ritmo e deixa sobrarem algumas passagens mais longas do que o necessário.

Um Grande Momento

Depois de punir a “killer”.

Links

No IMDb