Como sempre, ao final de um festival cheio de maratonas, com cinco ou seis longas vistos em um mesmo dia, correria para almoços e jantares mal balanceados, frustrações por salas lotadas e filmes que não estão disponíveis e pouco tempo para escrever sobre tudo que foi visto, chega a hora de dizer o que foi que mais agradou.

Em uma Mostra atípica, muito mais desorganizada do que o normal e que, pela primeira vez, optou por não repetir os títulos internacionais do Festival do Rio, a qualidade das produções acabou dificultando a chegada aos dez títulos pelos redatores, mas alguns longas demonstram que o tempo ruim não é para todos, como O Garoto de Bicicleta, dos irmão Dardenne, e Isto Não É um Filme, de Jafar Panahi e Mojtaba Mirtahmasb, que apareceram nas três listas.

Filmes como Habemus Papam, de Nanni Moretti; Las Acacias, de Pablo Giorgelli; Pater, de Alain Cavalier; As Canções, de Eduardo Coutinho, e Sábado Inocente, de Alexander Mindadze, também foram citados mais de uma vez.

Vamos às listas:

Andy Malafaya


Elena, de Andrey Zvyagintsev

Habemus Papam, de Nanni Moretti

Las Acacias, de Pablo Giorgelli

O Garoto de Bicicleta, de Jean-Pierre e Luc Dardenne

Perdão de Sangue, de Joshua Marston

Isto Não é um Filme, de Jafar Panahi e Mojtaba Mirtahmasb

Pater, de Alain Cavalier

Hanezu, de Naomi Kawase

The Dynamiter, de Matthew Gordon

Projeto Nim, de James Marsh

Cecilia Barroso


Pater, de Alain Cavalier

O Garoto de Bicicleta, de Jean-Pierre e Luc Dardenne

Isto Não É um Filme, de Jafar Panahi e Mojtaba Mirtahmasb

As Canções, de Eduardo Coutinho

Vidas Pequenas, de Enrique Gabriel

No Lugar Errado, de Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diogenes e Ricardo Pretti

Sábado Inocente
, de Aleksandr Mindadze

Teus Olhos Meus, de Caio Sóh

Calvet
, de Dominic Allan

Frango com Ameixas
, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud

Fernando Colella


Las Acacias, de Pablo Giorgelli

O Garoto da Bicicleta, de Jean-Pierre e Luc Dardenne

Blowfish, de Chi Yuarn Lee

Isto Não é Um Filme, de Jafar Panahi e Mojtaba Mirtahmasb

Habemus Papam, de Nanni Moretti

Fausto, de Aleksander Sokurov

As Canções, de Eduardo Coutinho

Sábado Inocente
, de Aleksandr Mindadze

Look, Stranger, de Arielle Javitch

Attenberg, de Athina Rachel Tsangari