(Nochebuena, COL, 2008)

A melhor reação a Nochebuena foi a da senhora que ao sair da sala de projeção exclamou: “esse é o filme que devemos mandar para o Sarney lá no Senado”.

A comédia colombiana conta a história de uma família bem estranha no dia de Natal. A mãe vive de aparências e quer casar o filho mais novo com uma viúva ricaça. Este investe em bolsas de valores e tem um amor proibido. O irmão mais velho é comilão, não liga muito para higiene e é casado com a filha de um poderoso “coronel” local.

A história é interessante, mas é prejudicada por seu visual de telenovela, que mantém o público distante de mais de tudo que acontece na tela. A heterogeneidade das atuações também é um problema. Enquanto Edgardo Román e outros exageram, Connie Carmelo quase desaparece em sua contenção. Enquanto Rosario Jaramillo sem falar faz rir, Alberto Valdiri precisa suar um bocado.

Embora não se preocupe com um desenvolvimento maior dos personagens, o roteiro tem uma estrutura correta e consegue prender a atenção do espectador.

A trilha sonora e os diálogos mais gritados do que falados incomodaram a alguns.

Apesar dos defeitos, é fazendo graça política que a diretora, Camila Loboguerreiro, uma veterana na quando poucas mulheres se arriscavam na cadeira, segura Nochebuena. E diverte.

Um Grande Momento

A ligação completa.


Comédia

Direção: Camila Loboguerrero
Elenco:Connie Camelo, Roxana Blanco, Consuelo Moure, Matías Maldonado, Edgardo Román, Alberto Valdiri, Ana María Arango, Rosario Jaramillo, Mariluz Barrera
Roteiro: Camila Loboguerrero, Matías Maldonado
Duração: 84 min.
Minha nota: 5/10