A 44ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro promete ocupar Brasília bem mais tempo do que só durante a exibição das mostras competitivas. Na verdade, o Festival começa agora, no próximo dia 14 de setembro, com a Mostra Diretoras Premiadas no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que vai exibir filmes de algumas das maiores realizadoras brasileiras premiadas ao longo dos anos no festival, em diferentes cidades satélites, sempre com entrada franca.

Até o dia 16 de outubro, será possível (re)ver títulos que hoje são clássicos do cinema nacional, como A Hora da Estrela, o premiado filme de Suzana Amaral, e Bicho de 7 Cabeças, que lançou internacionalmente o nome de Laís Bodanzky. Os filmes serão exibidos em sessões diárias únicas, às 19h30, com entrada franca. A mostra começa na Ceilândia, no dia 14 de setembro, exibindo os curtas Avante, Camaradas e Diário Noturno e o longa É Proibido Fumar, de Anna Muylaert.

Realizada sempre de quarta-feira a domingo, a mostra vai passar também por Gama, Taguatinga, Planaltina e Sobradinho, confirmando a proposta de descentralização que caracteriza a ação cultural do atual governo, tendo à frente o Secretário de Cultura, Hamilton Pereira.

Em cada região administrativa vai ser possível tomar contato com filmes antológicos como Terra para Rose, documentário de Tetê Moraes sobre a agricultora sem-terra pioneira, falecida num acidente, e Que Bom Te Ver Viva, emocionante documentário de Lúcia Murat sobre mulheres que aderiram à luta armada durante a ditadura militar. Um passeio pela história do Brasil, guiado pela sensibilidade feminina.

As sessões incluem a exibição de curtas e/ou médias-metragens – também premiados – antes da projeção do longa. Será a chance para ver trabalhos inventivos como Caligrama, de Eliane Caffé, um ensaio poético que mistura a ficção com contextos e personagens reais. E filmes que apresentam realidades impactantes como A Menina e a Casa da Menina, de Maria Helena Saldanha, que mostra o cotidiano de crianças da favela de Americanópolis, São Paulo, em 1979.

Sob a coordenação de Nilson Rodrigues, O 44º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Distrito Federal e conta com patrocínio da Petrobrás.

PROGRAMAÇÃO

Ceilândia
(Av. Córrego das Corujas, em frente à Escola Classe 66 – Sol Nascente etapa 3)

14/9 (quarta-feira)
Avante, camaradas e Diário Noturno (curtas) e É proibido fumar (longa)

15/9 (quinta-feira)
Cidadão jatobá (curta), Caligrama (média) e A Hora da Estrela (longa)

16/9 (sexta-feira)
A menina e a casa da menina (curta), Pena Prisão (média) e Bicho de 7 Cabeças (longa)

17/9 (sábado)
Uma casa muito engraçada (curta), Minha vida, nossa luta (média) e Terra para Rose (longa)

18/9 (domingo)
Que bom te ver viva (longa)

Taguatinga
(Praça do Berimbau, QNL 28)

21/9 (quarta-feira)
Avante, camaradas e Diário Noturno (curtas) e É proibido fumar (longa)

22/9 (quinta-feira)
Cidadão jatobá (curta), Caligrama (média) e A Hora da Estrela (longa)

23/9 (sexta-feira)
A menina e a casa da menina (curta), Pena Prisão (média) e Bicho de 7 Cabeças (longa)

24/9 (sábado)
Uma casa muito engraçada (curta), Minha vida, nossa luta (média) e Terra para Rose (longa)

25/9 (domingo)
Que bom te ver viva (longa)

Planaltina
(Praça São Sebastião, em frente ao posto policial)

28/9 (quarta-feira)
Avante, camaradas e Diário Noturno (curtas) e É proibido fumar (longa)

29/9 (quinta-feira)
Cidadão jatobá (curta), Caligrama (média) e A Hora da Estrela (longa)

30/9 (sexta-feira)
A menina e a casa da menina (curta), Pena Prisão (média) e Bicho de 7 Cabeças (longa)

01/10 (sábado)
Uma casa muito engraçada (curta), Minha vida, nossa luta (média) e Terra para Rose (longa)

02/10 (domingo)
Que bom te ver viva (longa)

Sobradinho
(Vila Basevi)

05/10 (quarta-feira)
Avante, camaradas e Diário Noturno (curtas) e É proibido fumar (longa)

06/10 (quinta-feira)
Cidadão jatobá (curta), Caligrama (média) e A Hora da Estrela (longa)

07/10 (sexta-feira)
A menina e a casa da menina (curta), Pena Prisão (média) e Bicho de 7 Cabeças (longa)

08/10 (sábado)
Uma casa muito engraçada (curta), Minha vida, nossa luta (média) e Terra para Rose (longa)

09/10 (domingo)
Que bom te ver viva (longa)

Gama
(Praça Ponto de Encontro, 11/15, Setor Oeste)

12/10 (quarta-feira)
Avante, camaradas e Diário Noturno (curtas) e É proibido fumar (longa)

13/10 (quinta-feira)
Cidadão jatobá (curta), Caligrama (média) e A Hora da Estrela (longa)

14/10 (sexta-feira)
A menina e a casa da menina (curta), Pena Prisão (média) e Bicho de 7 Cabeças (longa)

15/10 (sábado)
Uma casa muito engraçada (curta), Minha vida, nossa luta (média) e Terra para Rose (longa)

16/10 (domingo)
Que bom te ver viva (longa)