SÃO PAULO – De 16 de março a 1 de abril a Biblioteca Viriato Corrêa apresenta uma mostra de documentarios políticos. A mostra exibirá filmes francónos onde a ação políca transformadora é o foco narrativo, tanto em países de língua francesa com em lugares e momentos históricos que foram palco de inúmeras mudanças geopolíticas.

Os longas tratam de temas como o desequilíbrio ecológico forçado pelo homem para fins comerciais que descaracteriza toda uma população, como em O Pesadelo de Darwin, e o esforço de habitantes e cientistas para manter intacta uma floresta tropical, em As Brumas de Manengouba.

Regimes e partidos políticos, genocídios, a influência filosófica de Jean Paul Sartre, consequências de guerras, desiguladade social e luta pela sobrevivência também são temas tratados na mostra. Assinados por documentaristas de várias nacionalidades e produzidos em épocas diferentes, os filmes retratam e explicam o mundo que vivemos hoje em dia.

Programação Completa

Dia 16 de março às 16h
O Pesadelo de Darwin, de Hubert Sauper.

Dia 16 de março às 18h (sessão dupla)
Saudações, Cubanos!, de Agnès Varda.
A Cortina de Açúcar, de Camila Guzmán Urzúa.

Dia 17 de março às 16h
Il Fare Política – Crônica da Toscana Vermelha (1982-2004)
Il Fare Politica – Chronique de la Toscane Rouge (1982-2004)
Dir: Hugues Le Paige.

Dia 17 de março às 18h
Salvador Allende, de Patrício Guzman.

Dia 18 de março às 18h (sessão dupla)
Moçambique, Jornal de uma Independência, de Margarida Cardoso.
Zimbabwe: Contagem Regressiva, de Michael Raeburn.

Dia 23 de março às 16h
Z32, de Avi Mograbi.

Dia 23 de março às 18h (sessão dupla)
Temos Razão de Nos Revoltar I. Em Direção ao Engajamento J-P Sartre, de André Waskman
Temos Razão de Nos Revoltar II. Do Comunismo ao Maoismo J-P Sartre, de André Waskman

Dia 24 de março às 16h
A Lista de Carla, de Marcel Schupbach.

Dia 24 de março às 18h
Cuba, uma Odisseia Africana, de Jihan El Tahri.

Dia 25 de março às 18h
S21 – A Máquina da Morte Khmer Vermelho, de Rithy Panh.

Dia 30 de março às 16h
Poeira Urbana, de Moussa Touré.

Dia 30 de março às 18h
Cansadas da Guerra, de Laurent Becue-Renard.

Dia 31 de março às 16h
Ruanda In Memoriam, de Samba Félix N´Diaye.

Dia 31 de março às 18h
O Fundo do Ar é Vermelho, de Chris Marker.

Dia 1º de abril às 18h (sessão dupla)
As Brumas de Manengouba, de Guillaume de Ginestel.
Barcelona ou a Morte, de Idrissa Guiro.

SERVIÇO
Política como Ação Transformadora
Biblioteca Viriato Corrêa
Rua Sana Madureira, 298, VIla Mariana
Entrada franca