SalivaDando uma pausa nos comentários sobre os vários filmes que vi e ainda vou ver no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, tenho que falar sobre algo muito bem vindo para quem gosta de cinema.

Quando era mais nova, lembro que no cinema, sempre antes do longa-metragem, passava um curta e era ótimo. Hoje convivemos com a realidade de uma produção enorme de curtas que são assistidos por uma quantidade muito menor de pessoas do que deveria.

Seria excelente se as coisas voltassem a ser como antes e curtas brasileiros e estrangeiros Trópico das Cabrasconstassem na programação oficial das salas de cinema. Enquanto isso, a solução é acompanhar os festivais e as mostras.

Por sorte, aqui em Brasília vamos poder ver alguns dos curtas premiados em outros festivais. É a Mostra Curtas Premiados que acontece de 26 de novembro a 7 de dezembro no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

São 30 produções brasileiras entre ficções, documentários e animações, com prêmios em festivais nacionais e internacionais de direção, roteiro, direção de fotografia, direção de arte, atuação ou trilha sonora.

Alguma Coisa AssimÉ uma excelente oportunidade para conhecer filmes como Trópico das Cabras, de Fernando Coimbra; Câmara Viajante, de Joe Pimentel; Saliva e Alguma Coisa Assim, de Esmir Filho; Nada Consta, de Santiago Dellape, e Calango!, de Alê Camargo.

O curador da Mostra é o diretor Guilherme Campos, de Seqüestramos Augusto César.

As sessões são compostas de cinco filmes e serão exibidas em diversos horários. Os preços são R$ 2 (meia) e R$ 4 (inteira). O CCBB fica no Setor de Clubes Esportivo Sul, Trecho 2, Lote 22, perto da ponte JK.