(Monsters vs. Aliens, EUA, 2009)

Animação/Infantil

Direção
: Rob Letterman, Conrad Vernon

Roteiro: Rob Letterman, Conrad Vernon, Maya Forbes, Wallace Wolodarsky, Jonathan Aibel, Glenn Berger

Duração: 94 min.

Minha nota: 6/10

Nota do Digo: 7/10

Confesso que logo no primeiro contato com o material de divulgação do novo filme da Dreamworks, Monstros vs. Alienígenas, achei que não valeria o ingresso, apesar de saber que teria que conferir a animação com o Rodrigo.

Com o anúncio da pré-estréia do filme, os pedidos aumentaram e a ida ao cinema foi inevitável.

Uma jovem noiva apaixonada está prestes a se casar, mas ao ser atingida por um meteorito carregado de uma poderosa substância ela começa a crescer descomunalmente.

Já giganta, ela é capturada pelo governo dos Estados Unidos e conhece algumas criaturas estranhas, entre elas uma barata cientista, uma geleca, o elo perdido e uma larva mutante. O grupo é convocado para evitar um ataque alienígena ao planeta Terra.

Apesar do tema batido e previsível, a animação é divertida e mesmo com traços peculiares conquista os pequeninos. As muitas referências a filmes de ficção científica e de terror já chamam mais a atenção dos grandinhos que estão acompanhando os filhos na sessão.

E justamente nesta dupla conquista que está o problema do filme. Por mais de uma vez ele fica no meio do caminho e vacila ao não decidir qual é o público que deve ser atingido. Se algumas vezes o filme é cansativo para os adultos, outras é incompreensível pelas crianças.

Mas algumas piadas são impagáveis e a qualidade da animação é indiscutível. Os personagens poderiam ser mais elaborados, mas têm uma boa apresentação, e o filme tem um quê de feminismo em sua moral.

A dublagem original conta com grandes nomes. Susan, a Ginormica, é Reese Whiterspoon e Seth Rogen dubla B.O.B, a geleca. O cientista maluco é dublado por ninguém menos que Hugh Laurie, o House. A versão brasileira também está bem legal.

O filme estréia dia 03 de abril e pode ser conferido em 3D, mas só em alguns cinemas.

Uma boa diversão, mas nada que se compare com filmes anteriores da produtora.

Um Grande Momento

O presidente dos Estados Unidos tentando fazer contato.

Links