(Pete’s Dragon, EUA, 2016)
Fantasia
Direção: David Lowery
Elenco: Bryce Dallas Howard, Robert Redford, Oakes Fegley, Oona Laurence, Wes Bentley, Karl Urban
Roteiro: Seton I. Miller, S.S. Field (história), Malcolm Marmorstein (filme de 1977), Toby Halbrooks, David Lowery
Duração: 103 min.
Nota: 6 ★★★★★★☆☆☆☆

Sim, mais um filme com um dragão. Mais um filme em que a amizade entre um garoto e um monstro não encontra espaço no mundo dominado por homens gananciosos. Apesar do roteiro preguiçoso em certos momentos e da história pouco original, a aventura Meu Amigo, o Dragão consegue divertir e até emocionar.

Após um trágico acidente de carro, Pete (Oakes Fegley) vê-se sozinho na floresta, à mercê de predadores e de todas as criaturas que ali habitam. Diante desse infortúnio, o garoto é encontrado por um ser mitológico que vive no local, um dragão, que será chamado de Elliot pelo garoto. É assim que os dois se conhecem e tem início sua amizade e aventuras.

Próximo dali, a dedicada guarda florestal Grace Meacham (Bryce Dallas Howard) faz de tudo para preservar a floresta, tentando manter sobre controle as atividades de extração de madeira que acontecem naquele local. Levado pela curiosidade, o pequeno Pete acaba se aproximando e sendo descoberto por Grace.

É quando a amizade entre o garoto e o dragão Elliot vem à tona, mudando a rotina de todos que vivem ao redor da floresta. A partir desse ponto, Grace e seu pai, interpretado por Robert Redford, farão de tudo para defender o garoto e, acima de tudo, aquele intocável mundo de pureza e inocência, representados pela amizade entre ele e o dragão.

meu-amigo-o-dragao_interno

O roteiro, baseado no filme de mesmo nome lançado em 1977, é mais do que previsível e não faz a menor questão de solucionar as questões que surgem durante a história. Mesmo assim, a aventura da Disney consegue emocionar e cativar o público. Num tom bem mais infantil do que outras produções, Meu Amigo, o Dragão, aposta nesse mundo dos pequenos, onde a magia não precisa ser explicada.

O próprio dragão, animado na versão anterior e agora em computação gráfica, tem contornos amigáveis, pelos ao invés de uma dura carcaça, poderes de invisibilidade e um arrepio luminoso ao ser tocado por pessoas de bom coração.

O elenco, além de Robert Redford (Leões e Cordeiros) e Bryce Dallas Howard (Jurassic World), conta com Karl Urban (Star Trek) e Wes Bentley (Interestelar). Como protagonista, o jovem Oakes Fegley (Laços de Família) atua sem grande profundidade, no tom em que a história se desenvolve.

Com efeitos visuais convincentes e alguns momentos tocantes Meu Amigo, o Dragão diverte e emociona, cumprindo o prometido e, indo além, deixando importantes mensagens sobre meio ambiente para as novíssimas gerações – e um alerta para todas as outras – na frase do personagem de Redford “Se continuar a ver apenas o que os olhos mostram, vai deixar de ver muitas coisas”. Simples, mas não inocente.

Um Grande Momento:
Abraço na ponte.

meu-amigo-o-dragao_poster

Links

No IMDb