Muitas vezes ficamos naquela incerteza: será que os atores que estão fazendo o filme têm ideia do péssimo resultado final? Pode ser que não, pode ser que a montagem tenha estragado tudo. Mas há casos em que o fracasso é tão notório que esse questionamento dá lugar ao estranhamento. Por que alguém com um bom currículo de boas atuações resolve aceitar papéis em filmes tão estapafúrdios?

Ainda que tenha tornado opções absurdas uma espécie de marca registrada de sua filmografia, um ator poderia dar nome a esse tipo de equívoco: Nicolas Cage. E talvez a sua motivação seja também a dos outros, problemas financeiros. Mas outros fatores também podem influenciar, como ajudar um amigo, acreditar em um projeto, relações familiares.

Inspirados pela estreia da coprodução brasileira e americana Angie, com Juliette Lewis e Andy Garcia, vamos listar aqui algumas participações inusitadas e inexplicáveis. Os motivos vão permanecer desconhecidos, mas vocês podem formular algumas teorias.

o-guru-do-amorBen Kingsley em Guru do Amor

O ator inglês ganhou um Oscar por sua atuação em Gandhi e concorreu a mais três estatuetas por Bugsy, Sexy Beast e Casa de Areia e Névoa, mas não deixa de ter alguns enganos em sua filmografia. Dois deles chamam muita atenção. O primeiro é Os Thunderbirds, baseado numa série televisiva dos anos 60, e o segundo, e muito mais grave, Guru do Amor, que lhe rendeu uma indicação ao Troféu Framboesa de Ouro. Dá para entender?

Cada-um-tem-a-gemea-que-mereceAl Pacino em Cada um Tem a Gêmea Que Merece

No mundo ideal, alguém que protagoniza O Poderoso Chefão não precisaria participar de porcaria nenhuma, mas não é bem assim que as coisas acontecem na vida real. Indicado oito vezes ao Oscar e ganhador de uma estatueta por Perfume de Mulher, Pacino aceitou participar dos fraquíssimos 88 Minutos e Contato de Risco, mas nada chega nem perto da inexplicável presença em Cada um Tem a Gêmea que Merece.

As-aventuras-de-alceu-e-dentinhoRobert De Niro em As Aventuras de Alceu e Dentinho

Robert De Niro costuma escolher melhor os seus trabalhos e, mesmo que tenha lá algumas coisas como Showtime no meio do caminho, mantém alguma qualidade na filmografia. Claro que isso é só quando preferimos não prestar atenção em um certo As Aventuras de Alceu e Dentinho ali no meio do caminho.

 

batman-e-robinCombo: George Clooney, Chris O’Donnell e Uma Thurman em Batman & Robin

Adaptações de quadrinhos são potencialmente problemáticas e facilmente descambam para péssimos filmes. Mesmo com uma quantidade grande de filmes ruins, poucos conseguem ser tão fracos como Batman & Robin, de Joel Schumacher. Nem o brutamontes Arnold Schwarzenegger, que também está no elenco e é claramente mais fraco que os outros, merecia isso.

Refens_cenaNicole Kidman em Reféns

Ainda que tenha no início de sua carreira alguns filmes de gosto duvidoso, Nicole Kidman começou a acertar depois de algum tempo e manteve um certo nível, mas seu encontro com o homem que dá nome a esse tipo de equívoco, Sr. Cage, não poderia deixar de ser tenebroso. Reféns é um erro do princípio ao fim. E ver a ruiva lá no meio é constrangedor.

As-panteras_cenaBill Murray em As Panteras

Bill Murray é um cara divertido, que consegue se sair bem em papéis cômicos e dramáticos e, embora não acerte sempre, dá uma certa vida a filmes que não são potencialmente bons, tornando-os interessantes. Mas, quando a bomba é mesmo uma bomba, como As Panteras, nem ele consegue fazer alguma coisa.

Jogo-entre-ladroesMorgan Freeman em Jogo Entre Ladrões

Até Deus erra. E olha que não é por não saber onde estava se metendo. Todo mundo sabe que Antonio Banderas, embora seja um bom ator, teve os seus problemas para conseguir se firmar em Hollywood e a sua lista de equívocos é grande e inclui até uma parceria com o grandalhão Sylvester Stallone. Embora tenha sempre sido mais exigente, Morgan Freeman está lá em Jogo entre Ladrões.

Em-terreno-selvagemMichael Cane em Em Terreno Selvagem

Sir Michael Caine é uma unanimidade. Embora tenha alguns filmes estranhos na filmografia, produz tanto que o número de acertos é visivelmente maior. O difícil é aceitar que o ator inglês tenha aceitado incluir o seu nome na produção Em Terreno Selvagem, protagonizada por Steven Seagal. Completamente incompreensível.

A-ilha-do-dr-moreauMarlon Brando em A Ilha do Dr. Moreau

Marlon Brando é um clássico em si mesmo. Galã de tempos idos, fez seu nome em produções pesadas e importantes no cinema mundial, mas o tempo passou e a década de 90 chegou para sujar a sua filmografia. Nitidamente fora de forma, o ator aceitou participar de filmes como Don Juan de Marco, com Johnny Depp, mas chegou ao fundo do poço em A Ilha do Dr. Moreau, rodado dois anos depois.

Seis-dias-sete-noitesHarrison Ford em Seis Dias, Sete Noites

Nem todo mundo gosta de Harrison Ford, mas ele tem em sua filmografia personagens tão icônicos que acabou ganhando algum reconhecimento. Afinal de contas, ele é o Han Solo, o Indiana Jones e Rick Deckard, o caçador de androides. Além disso, suas outras escolhas também não são comprometedoras. Isso até Seis Dias, Sete Noites, uma das piores comédias românticas de aventura já filmadas na história.

E essas são as participações que chamaram a nossa atenção. Você se lembra de alguma coisa absurda assim, mas que não está aqui? Conte pra gente.