(Wild, 2014, EUA)

Aventura
Direção: Jean-Marc Vallée
Elenco: Reese Witherspoon, Laura Dern, Thomas Sadoski, Keene McRae, Michiel Huisman, W. Earl Brown
Roteiro: Cheryl Strayed (livro), Nick Hornby
Duração: 115 min.
Nota: 7 ★★★★★★★☆☆☆

Falando francamente, Livre é um daqueles títulos que não chama muita atenção e carece de atrativos quando se olha rapidamente. É mais um filme de autodescoberta, mais uma jornada em busca da origem de uma personagem perdida e, para piorar, com Reese Whiterspoon (Johnny & June) vivendo a protagonista. Mas essa primeira impressão não poderia ser mais equivocada. Forte em sua história, o filme envolve e conquista quem o assiste.

Para começar, Jean-Marc Vallée (Clube de Compras Dallas) acerta no modo com que conta a história. Por mais que seja um percurso muitas vezes visto antes, com o mesmo objetivo, o longa-metragem ganha vigor e desperta a curiosidade ao mesclar os momentos de exaustão, medo e solidão em meio a trilha percorrida por Cheryl, com momentos depressivos e do mesmo modo cheios de medo e solidão daquela outra jornada que a levou até ali.

A busca pelo mais puro dos sentimentos e sua dualidade em uma certa reconstrução da relação com a figura materna, meta final de quase todo retorno às origens, flui muito bem com a falta de linearidade e o uso bem aplicado de flashbacks. A construção gradual dos objetivos e a entrega irregular dos elementos que expõem a realidade que levou a protagonista a esta jornada fazem com que o filme mantenha o fôlego durante as quase duas horas de projeção.

Outro estímulo, sem nenhuma dúvida, é a atuação de Reese Whiterspoon, que encara uma personagem complexa, que vai se construindo ao poucos, e surpreende. O fato de ser baseado em um livro de memórias, o best-seller Livre – A Jornada de uma Mulher em Busca do Recomeço, aumenta a dificuldade, já que recriações são sempre complexas. Mas a atriz não se intimida e, realmente, entrega um grande trabalho.

Além de uma trama envolvente e uma atriz dedicada, Livre ainda conta com as maravilhosas imagens da trilha Pacific Crest, que percorre toda a costa oeste dos Estados Unidos, indo do México ao Canadá e passando por paisagens, temperaturas e adversidades variadas, como deserto, florestas e muita neve.

Um daqueles filmes que merecem ser conhecidos. Mesmo que toda falta de paciência com histórias do gênero e algum preconceito com nomes nos créditos possam fazer com que o filme pareça menos interessante, dê uma chance. Será uma surpresa.

Um Grande Momento:
“I miss you”.

Livre_poster

Links

No IMDb