(Safe Men, EUA, 1998)

Comédia

Direção: John Hamburg

Elenco: Sam Rockwell, Steve Zhan, Michael Lerner, Paul Giamatti, Christina Kirk, Mark Ruffalo, Josh Pais, Harvey Fierstein, Peter Dinklage

Roteiro: John Hamburg

Duração: 88 min.

Comédias bobas parecem mesmo ser o forte de John Hamburg, que escreveu o roteiro de filmes como Zoolander, Entrando numa Fria (o primeiro e o segundo) e Quem Vai Ficar com Poly (também dirigido por ele). Menos engraçado do que o último, mas também muito menos nojento, Ladrões de Cofre é um filminho leve de um diretor que ainda precisa de muito mais experiência.

Uma dupla de cantores fracassados e confundida com uma famosa dupla de ladrões de cofre pelo braço direito de um gângster judeu. Com isso, têm que arrombar três cofres da cidade. Sem a menor experiência, no primeiro são encontrados pela filha do dono do cofre, que se apaixona por um deles.

O filme consegue manter algum ritmo, mas não consegue prender a atenção do público. As piadas parecem velhas e sem graça demais. As atuações estão equilibradas, mas sempre fica aquela sensação de está faltando alguma coisa aqui.

Giamatti está muito bem como o “escravo” do gângster, mas Sam Rockwell merece um destaque especial como o bobalhão Sam, pois ele é também o presidente/ladrão de naves de O Guia do Mochileiro das Galáxias; um bandido perverso em À Espera de um Milagre e Chuck Barris em Confissões de uma Mente Perigosa. Alguém que consegue criar personagens tão distintos assim, sempre vale a pena.

No mais, o filme é esquecível. Daqueles que a gente vê num dia e no outro já nem se lembra direito de tudo que aconteceu. Comédia boba e passageira para dias que não se tem mais nada o que fazer.

Um Grande Momento

A história da calça.