(The Hunger Games: Catching Fire, EUA, 2013)

AventuraAção
Direção: Francis Lawrence
Elenco: Jennifer Lawrence, Liam Hemsworth, Jack Quaid, Taylor St. Clair, Sandra Ellis Lafferty, Woody Harrelson, Josh Hutcherson, Paula Malcomson, Willow Shields, Donald Sutherland, Elizabeth Banks, Bruce Bundy, Nelson Ascencio, Lenny Kravitz, Stanley Tucci
Roteiro: Suzanne Collins (romance), Simon Beaufoy, Michael Arndt
Duração: 145 min.
Nota: 7 ★★★★★★★☆☆☆

Um bom elenco, efeitos especiais de primeira qualidade, muita ação, uma trama bem amarrada e um interessante equilíbrio entre as muitas emoções provocadas na plateia. Jogos Vorazes: Em Chamas tem todas essas qualidades e é, sem dúvida, um exemplar de bom cinema infantojuvenil, conseguindo não estar restrito a sua plateia principal.

Porém, sua maior qualidade vai além dos acertos técnicos. O que há de forte, fascinante e contagiante está na história contada. Após ganhar a última edição dos jogos, desafiando suas regras, Katniss Everdeen virou uma espécie de liderança. O símbolo de que é preciso lutar para acabar com as disparidades entre os distritos.

Quando a população começa a se manifestar, o presidente Snow resolve dar um jeito no problema usando a edição especial dos jogos, que acontece de 25 em 25 anos.

O filme se desenvolve em vários caminhos: explorando a força da imagem daquela jovem e o significado dos seus feitos para a população de cada um dos distritos visitados; a exposição da disparidade entre o mundo dos poderosos, que vomitam para poder comer mais, e dos cidadãos comuns, que não têm o que comer; os conflitos internos daquela que involuntariamente se tornou um símbolo de luta, mas gostaria de ter outras prioridades, entre outras coisas.

Ainda que não seja um tema inédito, é interessante ver a história da reparação da diferença social recontada e protagonizada por uma mulher que, principalmente, está longe dos seres perfeitos geralmente criados para o papel. Há medo, dúvida, insegurança, vontade de largar tudo e fazer aquilo que é mais fácil. Essa humanidade só torna a personagem mais interessante e envolvente.

Contando com a trilha sonora de James Newton Howard (Conduta de Risco) e a bela fotografia de Jo Willems (Sem Limites), Jogos Vorazes: Em Chamas é um daqueles filmes que consegue dialogar facilmente com o espectador. O fato de ter a simpática e já queridinha Jennifer Lawrence como protagonista só ajuda.

Claro que alguns problemas podem incomodar, principalmente aos leitores da série de livros, como passagens um pouco deslocadas, alguns distanciamentos eventuais e aquela sensação de inconclusão, já comum em filmes com episódios.

Mas é um programa bem interessante para toda família. E, melhor, de algum jeito, há ali uma ideologia, um tema interessante a ser abordado. Bem diferente da montanha de filmes infantojuvenis cheios de efeitos especiais e passagens impressionantes, que invadem os cinemas mas não têm nada a acrescentar.

Um Grande Momento:
A visita ao 11º Distrito.

Jogos-Vorazes-em-Chamas_poster

Links

No IMDb Site Oficial