Visto no CinemaIndicado(Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull, EUA, 2008)

Aventura

Direção: Steven Spielberg

Elenco: Harrison Ford, Cate Blanchett, Karen Allen, Shia LaBeouf, Ray Winstone, John Hurt, Jim Broadbent, Igor Jijikine

Roteiro: Philip Kaufman, David Koepp, George Lucas, Jeff Nathanson

Duração: 122 min.

Minha nota: 8/10

Quando conheci Indiana Jones ainda era novinha (por incrível que pareça, isso aconteceu um dia) e claro que adorei. Tanto que, assim que foi lançado o box com três filmes e mais um dvd de extras, não demorei quase nada para comprar.

Os filme anteriores têm aquela aura de eternos que, além de nunca ficarem ruins, ainda conquistam os mais novos, que nem sonhavam em nascer quando eles foram lançados.

Indiana Jones é um professor de arqueologia que gasta o seu tempo livre com descobertas de relíquias antigas como a arca da aliança, onde estariam os dez mandamentos, e o santo graal, o cálice utilizado por Cristo na santa ceia, entre outros.

Claro que em todas as aventuras há vários vilões, acontecimentos sobrenaturais, loucas escapadas e muito bichos.

Não é a toa que ao saber da possível filmagem de uma continuação, muita gente ficou bem curiosa para conferir. As piadas com a idade do protagonista surgiram, afinal de contas o Indiana Jones que conhecíamos já passou dos sessenta anos. Porém, outros lançamentos como Duro de Matar 4.0, Rocky Balboa e Rambo IV acabaram preparando o retorno de Harrison Ford às telonas como o arqueólogo incansável e, aqui entre nós, muito melhor e mais bem conservado do que os personagens mais novos e bombados de Sylvester Stalone.

Apesar de demorar muito para conferir o novo filme da trinca Spielberg-Lucas-Ford, lá estava eu na fila toda ansiosa pelo que veria a seguir.

O filme é um barato. E, além de manter muitas das características dos anteriores, ainda nos faz matar a saudade de produções despreocupadas e divertidas, que não precisam apelar para a violência gratuita e muito menos para mulheres peladas. Até a tecnologia utilizada é diferente e muito mais clean do que a que vemos em similares do gênero.

Indiana Jones no Reino da Caveira de Cristal se passa no pós-Segunda Guerra Mundial, em meio a guerra fria. A vilã é Irina Spalko, uma agente russa – a preferida de Stalin – que acredita nos poderes paranormais como a arma mais poderosa para ganhar uma guerra.

Armas nucleares, área 51 e caveiras de cristal se misturam e fazem do filme um aventura que, apesar de ter todas as características de um Indiana Jones, traz elementos novos que só aparecem mesmo no imaginario popular depois do fim da guerra e que sempre despertam a curiosidade de cada um de nós. Que o digo o sucesso do seriado Arquivo X.

Outra coisa legal no filme é o retorno da, para mim, melhor de todas acompanhantes que o aventureiro já teve, Marion, interpretada por Karen Allen.

Além dela, Jim Broadbent, Ray Winstone, John Hurt e Shia LaBeouf completam o elenco e assumem totalmente o clima do filme. Isso sem falar em Cate Blanchett, ótima como a espiã russa paranormal.

Os efeitos especiais de George Lucas estão ali também para tornar as coisas mais interessantes e emocionantes como sempre. Assim como a boa releitura por John Williams de sua própria obra.

Um boa pedida para se divertir facilmente e, principalmente, para matar a saudade de um personagem que já faz parte da vida da gente.

Um Grande Momento

As lutas durante a perseguição com os jipes e carros anfíbios, mas só até começar a exagerada parte Tarzan.


Links

Site Oficial

Imdb