De amanhã (27) até 5 de maio, a Sétima Arte vai subir a Serra da Mantiqueira para a primeira edição do Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão, integralmente dedicado à comédia. Serão exibidos 13 longas e 16 curtas dentro da mostra competitiva, que tem a curadoria de André Sturm, diretor do Museu da Imagem e do Som – MIS-SP. Entre os destaques da festival, estão os ainda inéditos nos circuitos comerciais: A Delicadeza do Amor, filme de David Foenkinos estrelado por Audrey Tautou (O Fabuloso Destino de Amélie Poulain) e o documentário brasileiro Vou Rifar meu Coração, de Ana Rieper. O documentário trata do imaginário romântico, erótico e afetivo brasileiro a partir da obra dos principais nomes da música brega.

Em três pontos da cidade a população poderá embarcar em vans gratuitas que levarão até o Convention Center, local de realização do Festival. O serviço estará disponível nos endereços: Portal (Rodovia Floriano Pinheiro km 47); Telefônica (Av. Dr. Januário Miráglia nº1330) e Padaria Roma (Av. Dr. Januário Mirágia nº2784).

Além da mostra competitiva, o festival vai homenagear os cem anos de nascimento de Amácio Mazzaropi, com a exibição de filmes que fazem uma retrospectiva da carreira do Jeca-Tatu. Será apresentado também o longa-metragem Tapete Vermelho (2006), estrelado por Matheus Nachtergaele, mais um tributo a um dos maiores comediantes do cinema brasileiro. Os 50 anos de morte de Marilyn Monroe também serão lembrados, com a apresentação da premiadíssima comédia musical Quanto Mais Quente Melhor (1959), do cineasta Billy Wilder.

Para a criançada, o Festival reservou uma seleção de 16 filmes de humor que fizeram sucesso nos dez anos da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, um dos principais do país no gênero. Eles também serão exibidos, gratuitamente, para 14.000 alunos de escolas da rede pública de ensino.

Palestras e oficinas de audiovisual e animação fazem parte da programação especial. As crianças poderão criar um pequeno filme de animação e o público interessado poderá optar por conhecer um pouco mais sobre o mundo do cinema. O cineasta Antônio Leal, vice-presidente do Fórum dos Festivais, fala sobre A importância dos Festivais de Cinema para as Cidades que os Sediam, com um panorama sobre os principais eventos do gênero e a sua repercussão econômica e social. O diretor e produtor Henrique de Freitas Lima, sócio da Cinematográfica Pampeana, fala sobre Coproduções Internacionais com foco no Mercosul e As diversas fontes de fomento do audiovisual brasileiro. O cineasta e curador do festival André Sturm apresenta o tema Cinema de Comédia, focado na participação do gênero cinematográfico no cenário audiovisual do Brasil.

Competição

O público será o grande protagonista da mostra competitiva. Os dois prêmios mais importantes do festival serão escolhidos por voto popular: melhor longa-metragem, R$ 30 mil, e melhor curta-metragem, R$ 5 mil. O júri convidado é composto por expoentes do cinema nacional como a diretora Tata Amaral, a produtora Denise Gomes, a atriz Luciene Adami, o diretor Henrique de Freitas Lima e o cineasta Paulo Sacramento, que vão eleger outros cinco curtas, com prêmios individuais de R$ 3 mil. Dos filmes inscritos, serão selecionados quinze longas-metragens e quinze curtas-metragens para a mostra competitiva.

Toda a programação do festival é gratuita. Mais informações no site do evento.