Iron Man, EUA, 2008

Ação
Direção: Jon Favreau
Elenco: Robert Downey Jr., Terrence Howard, Jeff Bridges, Gwyneth Paltrow, Leslie Bibb, Faran Tahir, Jon Favreau, Stan Lee
Roteiro: Stan Lee, Don Heck, Larry Lieber e Jack Kirby (personagens), Mark Fergus, Hawk Ostby, Art Marcum, Matt Holloway
Duração: 128 min.
Nota: 8 ★★★★★★★★☆☆
Caminhando pelos sites e blogs de cinema vejo que tudo que precisava ser dito sobre o filme Homem de Ferro já está circulando pela net. Também quem manda demorar para assistir ao primeiro dos três lançamentos mais esperados do mês?

O ponto principal e constante em todas as críticas é o mesmo que o meu. É um filmaço de aventura, muito bem estruturado, com uma interpretação perfeita de Robert Downey Jr., um roteiro bem amarrado e efeitos especiais espetaculares.

Confesso que o meu herói favorito sempre foi o Batman e nunca gostei muito das revistas do Homem de Ferro. Mas, sem dúvida, é uma das melhores adaptações para o cinema de quadrinhos. Dividindo ali, lado a lado, o posto com X-Men e Homem-Aranha 2.

Tony Stark é um gênio milionário que herdou do pai um império no ramo de produção bélica, onde ele pode exercitar toda a sua inteligência e criar armas cada vez mais destruidoras. Depois de um seqüestro no Afeganistão, onde terroristas o obrigam a recriar uma arma de longo alcance, ele produz a arma mais poderosa de todas: uma armadura de alta tecnologia que o permite atirar, voar, levar tiros e ainda ter uma força muito acima da normal.

Três nomes foram cotados para a direção do filme: Quentin Tarantino, Nick Cassavetes e Josh Wedhon. Mas a escolha final e estranha foi por Jon Favreau, que também interpreta o motorista de Stark e é famoso por suas participações em comédias românticas como Wimbledon – O Jogo do Amor, Alguém Tem que Ceder, Amor aos Pedaços e Separados pelo Casamento. Ele também tem no currículo, atuando e dirigindo, a porcaria Um Duende em Nova York. Isso seria o suficiente para pensar que O Homem de Ferro não daria certo, mas tinha uma luz no fim do túnel. Zathura, também dirigido por ele, mostrava que ele poderia dar bons frutos sim. E foi o que aconteceu.

As cenas de ação são excelentes e conseguem ser alternadas muito inteligentemente com as mais cômicas e as mais emotivas.

A escolha de Downey Jr. também foi fundamental, pois ele consegue reproduzir perfeitamente o tipo cafajeste, sozinho, bobo e que quer sempre mostrar que não está nem aí para nada. Algumas pessoas podem achá-lo meio caricatural, mas o personagem é isso mesmo.

A trilha sonora do filme conta com nomes como AC/DC, Audioslave, Suicidal Tendencies e Black Sabbath e está perfeita para um herói criado na guerra.

Fãs de quadrinhos não podem perder de jeito nenhum. Sensacional!

Um detalhe: além de ter lido isso em vários lugares, ainda teve muita gente que se levantou das poltronas assim que os desenhos pararam de aparecer nos créditos. Então fica novamente o aviso: existe uma cena extra e ela é bem interessante.

Um Grande Momento

O Homem de Ferro fazendo justiça na aldeia devastada pelos terroristas.
Homem de Ferro

Links

No IMDb