(Fica Comigo Esta Noite, BRA, 2006)

Romance

Direção: João Falcão

Elenco: Vladimir Brichta, Aline Moraes, Laura Cardoso, Clarice Falcão, Gustavo Falcão, Milton Gonçalves, Zéu Britto, Marly Bueno, Alessandra Maestrini

Roteiro: João Falcão, Adriana Falcão, Tatiana Maciel

Duração: 75 min.

Minha Nota: 6/10

Se alguém soubesse qual seria o dia de sua morte, faria de tudo para aproveitar os seus últimos momentos na Terra. Mas ninguém sabe qual é a hora certa. Esse é o mote do filme brasileiro Fica Comigo Esta Noite.

Um músico conhece uma mulher em uma livaria e se apaixona imediatamente por ela. Mesmo noiva e prestes a se casar com outro, ela desiste de tudo para ficar com a nova paixão. Os dois vivem bem, mas tem um único problema: mesmo com medo da morte, ele sempre se finge de morto para superar situações difíceis.

O filme é daqueles bem bobinhos e sem grandes pretensões. Mas consegue arrancar algumas risadas espaçadas de quem o assiste. Wladmir Brichta e Aline Moraes, apesar de serem fracos são bem esforçados e até têm alguma química em cena, mas está longe de ser um casal inesquecível.

Laura Cardoso, apesar de uma participação rápida, está muito bem, como sempre, e Clarice Falcão, que faz a sua personagem mais nova, também não decepciona. O Fantasma do Coração de Pedra, no entanto, está exagerado e pouco original, lembrando muito o pirata Jack Sparow, de Johnny Depp. O elenco de apoio é uma curtição a parte: Milton Gonçalves como o padre, Zéu Britto como o agente funerário e Alessandra Maestrini como a vidente acabam tornando a experiência muito mais proveitosa.

O filme é baseado na peça homônima de Flávio Souza que já foi montada diversas vezes e o casal já foi interpretado por Marisa Orth e Carlos Moreno, Luis Fernando Guimarães e Débora Bloch e por Marisa Orth (de novo) e Murilo Benício.

O roteiro para o cinema foi escrito pela primeira vez por Daniel Filho, mas ao aceitar dirigir o projeto, a condição de João Falcão era reescrevê-lo completamente. O resultado final é bom, mas escorrega algumas vezes e não resiste a soluções batidas e exageradas.

A trilha sonora, assinada por Robertinho do Recife, está interessante e os créditos iniciais do filme, baseados em quadrinhos também são bem legais.

Quem assistiu Piratas do Caribe, Ghost e Os Fantasmas se Divertem vai reconhecer muitos elementos. Apesar dos deslizes e de ser bastante esquecível, não ficamos com raiva por ter assistido o filme.

Para quem está sem mais nada para fazer e quer ver uma comédia bobinha.

Um Grande Momento

Apesar de não ser a mais original das cenas, o pirata encarnando no padre é bem legal.

 

Links