Terminou ontem (15), a décima primeira edição do Festival Internacional de Cinema de Brasília. Depois de um coquetel para o público, a cerimônia de encerramento teve início com o desfile da coleção outono/inverno do Curso de Design de Moda de uma faculdade da cidade.

A cerimônia marcou também o último dia do Ano da França no Brasil, iniciado em 21 de abril.

O grande vencedor do FIC Brasília 2009 foi o estadunidense Prince of Broadway, premiado com o Troféu Buriti. O Prêmio TV Brasil ficou com Insolação, de Daniela Thomas e Filipe Hirstch.

Várias menções honrosas foram distribuídas pelos júri internacional e da TV Brasil. Lucía Puenzo foi lembrada por sua direção em El Niño Pez; Elsa Amiel, por sua atuação em Nulle part terre promise, e Tulpan, de Sergei Dvortsevoy, recebeu um prêmio especial.

Entre os brasileiros, o prêmio especial foi para Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho. A menção pela excelência técnica ficou com o diretor de fotografia Mauro Pinheiro Jr., que tinha três trabalhos completamente diferentes no festival: Insolação, Os Famosos… e No Meu Lugar. O filme de Eduardo Valente também levou para casa outra menção honrosa pelo trabalho do ator Márcio Bito.

Após a premiação, o filme Coco Chanel e Igor Stravinski, de Jan Kounen, encerrou a noite.