Boi-Neon_cabeca

Foram anunciados ontem à noite (13), os vencedores da edição deste ano do Festival Internacional de Cinema do Rio. O grande vencedor da noite foi o filme Boi Neon, de Gabriel Mascaro, que recebeu os redentores de melhor longa-metragem de ficção, melhor roteiro e melhor fotografia.

Olmo e a Gaivota e Pele de Pássaro foram escolhidos como melhor documentário e melhor curta-metragem, respectivamente, pelo júri oficial do festival, presidido neste ano por Walter Carvalho e composto por Christian Sida-Valenzuela, Alan Poul, Pape Boye e Vivian Ostrovsky.

Na Mostra Novos Rumos, o longa Beira-Mar, de de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, foi escolhido como melhor longa-metragem. Outubro Acabou, de Karen Akerman e Miguel Seabra Lopes, como melhor curta.

Confira a lista completa de premiados:

JÚRI OFICIAL

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO
BOI NEON, de Gabriel Mascaro

MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
OLMO E A GAIVOTA, de Petra Costa

MELHOR CURTA-METRAGEM
PELE DE PÁSSARO, de Clara Peltier

MELHOR DIREÇÃO DE FICÇÃO
Ives Rosenfeld (ASPIRANTES)
Anita Rocha da Silveira (MATE-ME POR FAVOR)

MELHOR DIREÇÃO DE DOCUMENTÁRIO
Maria Augusta Ramos (FUTURO JUNHO)

MELHOR ATRIZ
Valentina Herszage (MATE-ME POR FAVOR)

MELHOR ATOR
Ariclenes Barroso (ASPIRANTES)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Julia Bernat (ASPIRANTES)
Alyne Santana (BOI NEON)

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Caio Horowicz (CALIFÓRNIA)

MELHOR FOTOGRAFIA
Diego Garcia (BOI NEON)

MELHOR MONTAGEM
Sérgio Mekler (CAMPO GRANDE)

MELHOR ROTEIRO
Gabriel Mascaro (BOI NEON)

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
QUASE MEMÓRIA, de Ruy Guerra

MOSTRA NOVOS RUMOS

MELHOR LONGA-METRAGEM
BEIRA-MAR, de Filipe Matzembacher, Marcio Reolon

MELHOR CURTA-METRAGEM
OUTUBRO ACABOU, de Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
JONAS, de Lô Politi

PRÊMIO FIPRESCI
TE PROMETO ANARQUIA, de Julio Hernández Cordón

VOTO POPULAR

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO
Nise – O Coração da Loucura, de Roberto Berliner

MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO
Betinho – A Esperança Equilibrista, de Victor Lopes

MELHOR CURTA-METRAGEM
Até a China, de Marão