Refletindo o aumento do número de produções brasileiras no mercado, o Festival do Rio traz em sua seleção mais de 70 títulos nacionais, entre longas e curtas-metragens.

Além dos selecionados para a Première Brasil, os títulos brasileiros também marcam presença em várias das mostras do evento, que acontece  entre os dias 23 de setembro e 7 de outubro.

Também nacionais são os filmes selecionados para a abertura e encerramento do festival: A Suprema Felicidade, de Arnaldo Jabor, e Lope, de Andrucha Waddington, respectivamente.

Confira abaixo a lista completa dos títulos brasileiros presentes no FestRio.

MOSTRA COMPETITIVA LONGA-METRAGEM

Ficção

Além da Estrada, de Charly Braun
Boca do Lixo, de Flavio Frederico
Como Esquecer, de Malu De Martino
Elvis & Madona, de Marcelo Laffitte
Malu de Bicicleta, de Flavio Tambellini
Riscado, de Gustavo Pizzi
O Senhor do Labirinto, de Geraldo Motta
Trampolim do Forte, de João Rodrigo Mattos
VIPS, de Toniko Mello

Documentários

Diário de uma Busca, de Flavio Castro
É Candeia, de Márcia Watzl
Histórias Reais de um Mentiroso, de Mariana Caltabiano
Memória Cubana, de Alice de Andrade e Ivan Nápoles
Noitada de Samba – Foco de Resistência, de Cély Leal
Positivas, de Susanna Lira
Santos Dumont: Pré – Cineasta?, de Carlos Adriano
Solidão e Fé, de Tatiana Lohmann

MOSTRA COMPETITIVA CURTA-METRAGEM

A verdadeira História da Bailarina de Vermelho, de Alessandra Colasanti e Samir Abujamra
Bartô, de Gunter Sarfert e Onon
Desperdício, de Cadu Fávero
Do Abismo, de Antonio Pessoa
Dois Mundos, de Thereza Jessouroun
Em Trânsito, de Cavi Borges
Ensolarado, de Ricardo Targino
Estação, de Marcia Faria
Geral, de Anna Azevedo
Homem-Bomba, de Tarcísio Lara Puiati
Homem Centenário, de Andrea Pasquini
Love Express, de André Pellenz
O Bolo, de Robert Guimarães
O Minuto É um Milagre Que Não Se Repete, de Leonardo Souza
O Voo de Tulugaq, de André Guerreiro Lopes
Simpatia do Limão, de Miguel de Oliveira
Tempestade, de Cesar Cabral
Vento, de Marcio Salem
Vida Boa, de Marcelo Presot
Um Outro Ensaio, de Natara Ney
Um Par a Outro, de Cecília Engels

MOSTRA HORS CONCOURS

Longa-Metragem Ficção

Bróder, de Jeferson De
Ex-Isto, de Cao Guimarães
Família Vende Tudo, de Alain Fresnot
Luz nas Trevas, de Helena Ignez

Documentários

Agreste, de Paula Gaitan
Lixo Extraordinário, de Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley

Curta-Metragem

Eu Não Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro
Alguém Tem Que Honrar Essa Derrota, de Leonardo Esteves

MOSTRA RETRATOS

Longa-Metragem

Elza, de Izabel Jaguaribe
Esperando Telê, de Rubens Rewald
Filhos de João – Admirável Mundo Novo Baiano, de Henrique Dantas
Gretchen Filme Estrada, de Paschoal Samora
Intrépida Trupe – Será Que o Tempo Realmente Passa, de Roberto Berliner e Beth Martins
Nélida Piñon – Mapas dos Afetos, de Júlio Lellis
Mario Filho, o Criador das Multidões, de Oscar Maron Filho

Curta-Metragem

Instantâneos, de Andrea Capella e Peter Lucas
No balanço de Kelly, de André Weller
Zé[s], de Piu Gomes

MOSTRA NOVOS RUMOS

Ficção

180º, de Eduardo Vaisman
Curitiba Zero Grau, de Eloi Pires Ferreira
O Galinha Preta, de Cibele Amaral

Documentário

Aqui Doido Varrido Não Vai para Debaixo do Tapete, de Rodrigo Séllos
Paranã–Puca, de Jura Capela

MOSTRA POLÍTICA

Camponeses do Araguaia – a Guerrilha Vista por Dentro, de Vandré Fernandes
Arquitetos do Poder, de Vicente Ferraz e Alessandra Aldé
Os Representantes, de Felipe Lacerda
Porta a Porta – a Política em Dois Tempos, de Marcelo Brennand

MOSTRA MEIO-AMBIENTE

No Meio do Caminho entre as Árvores, de Jorge Bodansky
A Terra da Lua Partida, de Marcos Negrão e André Rangel

MOSTRA LATINA

O Último Comandante, de Vicente Ferraz e Isabel Martinez

MOSTRA MIDNIGHT MOVIES

Cortina de Fumaça, de Rodrigo Mac Niven

MOSTRA PANORAMA

O Jardim das Folhas Sagradas, de Pola Ribeiro
Federal, de Erik de Castro

MOSTRA EXPECTATIVA

Mama Africa, de Alê Braga