Dia 24 de setembro começa a 11ª edição do Festival do Rio, um dos maiores do país. Com títulos de todo o mundo, é para a Première Brasil que se voltam os olhos mais curiosos pela produção nacional.

Este ano o burburinho era de que os títulos inscritos estavam tão bons que estava difícil escolher, mas a lista de selecionados foi divulgada hoje. Veja quais são os títulos:

Longas de Ficção

Bellini e o Demônio, de Marcelo Galvão
Cabeça a Prêmio, Marco Ricca
Do Começo ao Fim, Aluizio Abranches
Histórias de Amor Duram 90 Minutos, Paulo Halm
Hotel Atlântico, de Suzana Amaral
Natimorto, de Paulo Machline
O Amor Segundo B. Schianberg, de Beto Brant
Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho
Os Inquilinos, de Sérgio Bianchi
Sonhos Roubados, de Sandra Werneck
Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo, de Karim Ainouz e Marcelo Gomes

Longas Documentais

À Margem do Lixo, de Evaldo Mocarzel
Belair, de Noa Bressane e Bruno Safadi;
Dzi Croquetes, de Tatiana Issa er Raphael Alvarez
Reidy, a Construção da Utopia, de Ana Maria Magalhães
Sequestro, de Wolney Atalla
Tamboro, de Sérgio Bernardes
Penas Alternativas, de Lucas Margutti e João Valle

Fora de competição, a mostra exibe mais três ficções: Antes Que o Mundo Acabe, de Ana Luiza Azevedo; Insolação, de Daniela Thomas e Felipe Hirsc, e Olhos Azuis, de José Joffily, e dois documentários: Cidadão Boilesen, de Chaim Litewski, e Alô Alô Terezinha, de Nelson Hoineff.