Rubens Ewald Filho é o mais conhecido crítico de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veículos comunicação do país, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de São Paulo, além de HBO, Telecine e TNT, onde está atualmente com o programa TNT+Filme e onde comenta as entregas do Oscar. Rubens é também crítico de cinema do Portal R7, onde mantém um blog com seu nome.

Rubens Ewald Filho já assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e é sempre requisitado para falar dos indicados na época da premiação do Oscar. Premiação que comenta desde a década de 1980.

Gentilmente, Rubens concedeu uma entrevista a este jornalista. Confiram!

Cenas de Cinema – Quando foi que começou esse amor pelo cinema?

Rubens Ewald Filho – De criança, o cinema era minha viagem, minha fuga da realidade. Meio Woody Allen em A Rosa Púrpura do Cairo. Foi em santos.

Cenas – O Senhor já tem mais de 30 mil filmes assistidos e catalogados em toda sua vida. Desses filmes qual é o seu favorito?

Ewald Filho – 8 1/2, de Fellini, e 2001 – Uma Odisséia no Espaço, de Stanley Kubrick

Cenas – No 1º Festival de cinema de Paulínia, o Senhor trabalha como diretor, como foi dirigir um festival de cinema?

Ewald Filho – Não foi o primeiro, mas é dificil e cheio de problemas, como tudo na vida.

Cenas – Qual é o seu gênero cinematográfico preferido?

Ewald Filho – Não tenho isso. Sou do tempo em que se gostava de tudo. (Risos)

Cenas – Muitos ícones da história do cinema jamais conseguiram ganhar um Oscar por um dos seus filmes, como Richard Burton, Stanley Kubrick e Alfred Hitchcock, recentemente Martin Scorsese passou por uma situação semelhante a essa, pois depois de sete indicações recebeu seu primeiro Oscar. O Senhor acha que o Oscar é um prêmio um tanto quanto político?

Ewald Filho – Não é politico, é honesto. Como tudo na vida, erra também.. e muitas vezes errou e às vezes corrigiu, com os prêmios especiais.

Cenas – Marc Forster recentemente afirmou que “um diretor deve dirigir um filme comercial uma vez na vida”, frase esta dita pelo lendário cineasta Orson Welles. Se existe a classificação “comercial”, qual seria então a classificação de filmes como, por exemplo, A Vida É Bela e O Poderoso Chefão?

Ewald Filho – Besteira… Comercial, como foi escrito, parece publicitário… Nunca se sabe se um filme dará dinheiro ou não… Ele estava era se justificando e não precisava.

Cenas – Qual o seu Ator, Atriz e Diretor favoritos?

Ewald Filho – Fellini, Bogart, Bette Davis, Vanessa Redgrave, Sean Connery

Cenas – O remake, técnica muito utilizada pelos produtores de cinema, é quando se produz novamente uma história já conhecida do público, com uma produção anterior. Para o Senhor, o remake é renovação de uma obra ou uma forma de ganhar dinheiro com algo que foi sucesso no passado?

Ewald Filho – Obviamente se refaz apenas os sucessos e não os fracassos, portanto a resposta esta clara.

Cenas – Como o Senhor vê o cinema nacional e o que se precisa fazer para ganhar mais mercado e qualidade?

Ewald Filho – É complexo demais para uma simples resposta. Digamos que estamos melhorando e muito.

Cenas – Qual a mensagem que o Senhor dá aos que estão pretendendo entrar na área de cinema?

Ewald Filho – Que é dificil. Só entre se for sonho mesmo, se não puder viver de outra forma.