(Depois de Tudo, BRA, 2008)

Romance

Direção: Rafael Saar

Elenco: Nildo Parente, Ney Matogrosso

Roteiro: Rafael Saar

Duração: 12 min.

Minha nota: 7/10

Se em Medo do Escuro o problema foi com o filme escuro demais, em Depois de Tudo foi justamente o contrário. Exageradamente claro, o filme parece ter perdido muito de suas cores e de sua fotografia.

A história contada é a de dois amantes homossexuais que se encontram na casa de um deles.

Bonito e delicado, trata o amor maduro com tanto desprendimento que o público acaba envolvido com a história dos dois.

Rafael Saar, em sua estréia, demonstra que está chegando para ficar, pois em suas experimentações demonstra uma sensibilidade impressionante para o uso das cores e os enquadramentos.

O uso do cristal, com toda a sua transparência, também é muito interessante.

Uma das curiosidades do filme é a participação do cantor e ator Ney Matogrosso.

Um Grande Momento

A despedida.


Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Festival de Brasília: Ator em curta 16mm (Nildo Parente)

Links