(Después de Lucía, MEX/FRA, 2012)

Drama
Direção: Michel Franco
Elenco: Tessa Ia, Gonzalo Vega Jr., Tâmara Yazbek, Hernán Mendoza
Roteiro: Michel Franco
Duração: 102 min.
Nota: 8 ★★★★★★★★☆☆

O segundo longa metragem de Michel Franco narra a história de uma jovem para abordar um assunto delicado: bullying e a suas conseqüências.

Alejandra (Tessa Ia) e seu pai Roberto (Hernán Mendoza) mudam-se de Puerto Vallarta para a Cidade do México após a morte da mãe da garota. Ambos, ainda lidando com esta perda, tentam se adaptar à nova realidade. Roberto é chef de cozinha e Alejandra uma estudante que começa a fazer novos amigos. Durante uma festa, a garota acaba transando com um colega da escola que filma tudo com sua permissão. O vídeo acaba sendo visto por todo o colégio e a vida de Alejandra muda completamente.

Depois de Lúcia não é um filme fácil. Michel Franco não poupa o espectador em nenhum momento. Os ataques sofridos pela menina vão se tornando cada vez mais cruéis, deixando de ser ofensas verbais para se transformar em ataques físicos. As cenas são bem construídas e cada plano é executado de uma forma que não dá outra opção ao espectador a não ser presenciar perplexo a seqüência de bullying sofrida por Alejandra.

É difícil lidar com a passividade da menina diante dos atos covardes dos colegas. Ela prefere o silêncio e esta escolha, ao que tudo indica, é para não piorar a situação do pai que, claramente, encontra-se deprimido após a morte da esposa. Se Alejandra é contida em suas reações, não deixando transparecer os seus sentimentos, Roberto é o oposto. Passional, não são raras as cenas onde ele dá vazão ao luto através do choro e de ações intempestivas, como abandonar o carro com a chave no meio do trânsito ou pedir demissão sem nenhum motivo aparente.

É o personagem de Roberto o responsável pela cena que encerra a produção. Como se já não tivéssemos ficado perplexos o suficiente, Michel Franco nos apresenta um desfecho tão impactante que nos mantém sentados na cadeira do cinema após o final do filme.

Depois de Lúcia é bem dirigido e tem um roteiro que funciona. Nem mesmo as interpretações medianas de alguns atores coadjuvantes atrapalham a intenção do diretor de criar um filme desconfortante e um retrato duro da realidade de muitos jovens.

Um Grande Momento:
Feliz aniversário.

Depois-de-Lucia

Links

No IMDb Site Oficial