(De Pernas pro Ar, BRA, 2010)

Comédia
Direção: Roberto Santucci
Elenco: Ingrid Guimarães, Maria Paula, Bruno Garcia, Flávia Alessandra, Denise Weinberg, Cristina Pereira
Roteiro: Paulo Cursino, Marcelo Saback
Duração: 101 min.
Nota: 7 ★★★★★★★☆☆☆

Ingrid Guimarães é Alice, uma viciada em trabalho que mal tem tempo para o marido João (Bruno Garcia) e para o filho. Após a separação e a demissão do seu emprego, Alice descobre que se esqueceu de si mesma e também do sexo, como faz questão de lembrar sua mãe Marion (Denise Weinberg). Quando Alice conhece sua sensual vizinha Marcela (Maria Paula), se torna sua sócia em um sex shop e descobre que o prazer deve existir não só no trabalho, mas também na vida.

Dirigido por Roberto Santucci, com roteiro de Paulo Cursino e Marcelo Saback, De pernas pro ar não foge muito das fórmulas das comédias maliciosas que enchem nossa boca de sorrisos. Alguns tropeços na produção vão certamente passar despercebidos por grande parte do público, que irá assistir à trama e se divertir. E não tem nada de mal nisto, já que esta é a premissa. Mas algumas cenas foram muito mal exploradas, a ponto de ficar aquela sensação de “mas é só isso? Não tem mais nada?”. Um bom exemplo é a cena na feira sexy que, se bem tivesse sido melhor explorada, renderia ótimos momentos de diversão. Além de curta, termina com uma chuva, um estacionamento e uma briga sem a menor conexão e distante do que a maioria poderia esperar.

Para ser justa com a produção, a cena de Alice na torcida durante o jogo de futebol do seu filho é impagável. Quiçá, uma das melhores do filme. Mas é impossível deixar de citar o plágio desta cena à de Katherine Heigl durante um jantar com Gerard Butler em A Verdade Nua e Crua. Sem querer entregar de bandeja, apenas observe a semelhança entre os casos.

Quanto aos personagens, Ingrid Guimarães leva o filme praticamente sozinha. Sua veia cômica é apuradíssima, e é ótimo vê-la brincar com situações inusitadas de uma forma totalmente natural. Ao contrário de Maria Paula, que estraga toda vez que aparece no vídeo, pelo menos falando. Como a vizinha sensual, ela cabe perfeitamente pela sua bela silhueta. E é só, porque sua voz irritante e falta de naturalidade nas falas, decoradas e sem muito entusiasmo, incomodam. Quanto ao ar artificial, o mesmo pode ser dito de Denise Weinberg e o jovem ator que interpreta o filho de Alice.

Ainda assim De pernas pro ar está na lista das melhores comédias brasileiras à moda do besteirol americano. Não chega a ser uma mega produção, mas, ao menos faz jus ao seu gênero e nos faz rir – muito – das situações por que passa a protagonista. Uma ótima indicação.

Um Grande Momento

Alice vai torcer pelo filho no jogo de futebol.

Links

No IMDb