O filme francês O Artista, sobre o fim do cinema mudo em Hollywood, foi eleito pelo Círculo de Críticos Cinematográficos de Nova York como o melhor do ano nesta terça-feira. Mudo e filmado em preto e branco o filme chamou a atenção em vários festivais e mostras deste ano, chegando a ser indicado à Palma de Ouro em Cannes, onde Jean Dujardin levou o prêmio de melhor ator.

A crítica de Nova York também premiou o diretor de O Artista, Michael Hazanavicius, com o prêmio de Melhor Direção. A Margaret Thatcher de Meryl Streep em A Dama de Ferro lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz e Brad Pitt foi eleito o Melhor Ator por O Homem que Mudou o Jogo e A Árvore da Vida.

O homenageado da noite foi o diretor chileno radicado na França Raoul Ruiz, morto em agosto deste ano.

Confira a lista completa de vencedores:

Melhor Filme
O Artista, de Jean Dujardin

Melhor Direção
Michel Hazanavicius (O Artista)

Melhor Roteiro
O Homem que Mudou o Jogo (Steve Zaillian e Aaron Sorkin)

Melhor Atriz
Meryl Streep (A Dama de Ferro)

Melhor Ator
Brad Pitt (O Homem que Mudou o Jogo e A Árvore da Vida)

Melhor Atriz Coadjuvante
Jessica Chastain (O Abrigo, A Árvore da Vida e Histórias Cruzadas)

Melhor Ator Coadjuvante
Albert Brooks (Drive)

Melhor Fotografia
Emmanuel Lubezki (A Árvore da Vida)

Melhor Filme Estrangeiro
A Separação, de Asghar Farhadi

Melhor Documentário
Caverna dos Sonhos Esquecidos, de Werner Herzog