Visto em DVD(Primal Fear, EUA, 1996)

Drama

Direção: Gregory Hoblit

Elenco: Richard Gere, Edward Norton, Laura Linney, Frances McDormand, John Mahoney, Alfre Woodard, Andre Braugher, Terry O’Quinn, Stanley Anderson, Maura Tierney

Roteiro: William Diehl (romance), Steve Shagan, Ann Biderman

Duração: 129 min.

Minha nota: 5/10

Mais um título que fez muito sucesso no passado, mas nunca foi conferido por mim. Depois de várias tentativas, finalmente peguei o dvd e assisti ao filme que fez tanta gente comentar sobre Edward Norton. Foi a sua estréia no cinema.

Em Chicago, um arcebispo é assassinado brutalmente com 78 facadas. Um de seus coroinhas é acusado pelo crime. Um ex-promotor metido e prepotente resolve assumir a defesa do rapaz gratuitamente e faz de tudo para provar que ele é inocente.

A história é boa e bem interessante, mas o filme deixa muito a desejar. Para mim, as duas piores coisas foram as caras e bocas do canastrão Richard Gere toda vez que Laura Linney estava perto e o final do filme. Por que os estadunidenses têm sempre que explicar tudo tintim por tintim? O momento do fim devia vir logo após a descoberta, sem conversas e nem rodeios.

Fiquei tão frustrada com a explicação do final que tudo o que eu tinha achado do filme até então perdeu muitos pontos. A única coisa boa que ficou mesmo foi a performance de Edward Norton, que, para mim, é um dos grandes atores da atualidade. Ele está muito bem e sua indicação ao Oscar de ator coadjuvante está justificada.

Mas, deixando a raiva de lado, o roteiro vai por um caminho interessante e surpreende. Laura Linney e Frances McDormand também fazem seu trabalho direitinho, mas não têm tanto destaque quanto o olhar brega e fatal de Richard Gere.

Concluindo, poderia passar o resto da vida sem ver o filme que não faria muita diferença. Mas valeu a pena pela atuação de Edward Norton.

Um Grande Momento

Os ataques de Aaron.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar: Ator Coadjuvante (Edward Norton)

Links

Imdb