As Duas Faces de um Crime

Visto em DVD(Primal Fear, EUA, 1996)

Drama

Direção: Gregory Hoblit

Elenco: Richard Gere, Edward Norton, Laura Linney, Frances McDormand, John Mahoney, Alfre Woodard, Andre Braugher, Terry O’Quinn, Stanley Anderson, Maura Tierney

Roteiro: William Diehl (romance), Steve Shagan, Ann Biderman

Duração: 129 min.

Minha nota: 5/10

Mais um título que fez muito sucesso no passado, mas nunca foi conferido por mim. Depois de várias tentativas, finalmente peguei o dvd e assisti ao filme que fez tanta gente comentar sobre Edward Norton. Foi a sua estréia no cinema.

Em Chicago, um arcebispo é assassinado brutalmente com 78 facadas. Um de seus coroinhas é acusado pelo crime. Um ex-promotor metido e prepotente resolve assumir a defesa do rapaz gratuitamente e faz de tudo para provar que ele é inocente.

A história é boa e bem interessante, mas o filme deixa muito a desejar. Para mim, as duas piores coisas foram as caras e bocas do canastrão Richard Gere toda vez que Laura Linney estava perto e o final do filme. Por que os estadunidenses têm sempre que explicar tudo tintim por tintim? O momento do fim devia vir logo após a descoberta, sem conversas e nem rodeios.

Fiquei tão frustrada com a explicação do final que tudo o que eu tinha achado do filme até então perdeu muitos pontos. A única coisa boa que ficou mesmo foi a performance de Edward Norton, que, para mim, é um dos grandes atores da atualidade. Ele está muito bem e sua indicação ao Oscar de ator coadjuvante está justificada.

Mas, deixando a raiva de lado, o roteiro vai por um caminho interessante e surpreende. Laura Linney e Frances McDormand também fazem seu trabalho direitinho, mas não têm tanto destaque quanto o olhar brega e fatal de Richard Gere.

Concluindo, poderia passar o resto da vida sem ver o filme que não faria muita diferença. Mas valeu a pena pela atuação de Edward Norton.

Um Grande Momento

Os ataques de Aaron.



Prêmios e indicações
(as categorias premiadas estão em negrito)

Oscar: Ator Coadjuvante (Edward Norton)

Links

Imdb



  • Cecilia Barroso

    Oie!

    Kau – Sem problemas. O nome dos dois filmes é parecido demais mesmo…

    Alex – Norton está demais mesmo, mas acho que está longe de ser um dos melhores papéis de Gere. Aliás, eu acho bem difícil achar um bom papel dele.

    The Joker – Pois é… O final era ótimo, mas a explicação estragou tudo!

    Gustavo – Acho que um dos problemas também foi a escolha de Gere para o papel do advogado. Mas o filme é bland mesmo, mas se perde…
    A música é portuguesa sim, quem canta é a Dulce Pontes.

    Beijocas a todos

  • Gustavo H.R.

    A trama é OK, faltou um diretor com mais pulso para torná-la mais interessante. É um filme que os americanos qualificariam de “bland”.
    Interessante o uso daquela canção portuguesa (é portuguesa, né?).

    Cumps.

  • The Joker

    O filme que deu a conhecer Norton, com uma atuação fantástica! Então aquele twist final…

  • Alex Gonçalves

    Cecilia, eu adoro “As Duas Faces de Um Crime”, um dos meus filmes de tribunal predileto. Edward Norton está mesmo um arraso, mas ele é um destaque num filme repleto deles, seja no roteiro, na direção de Hoblit e no formidável casting liderado por um Richard Gere num dos seus melhores papéis.

  • Kau

    MEU DEUS, onde anda minha cabeça? Cecília, não ligue; eu ando totalmente degenerado por esses dias, hahahahahahaha.

    De qualquer forma, eu acho As Duas Faces de um Crime muito bom!

    Bjos!!

  • Cecilia Barroso

    Eu sei como é isso! Muitos dos filmes que eu achava o máximo me frustaram solenemente depois de velha. Hehehe.

    Beijocas

  • O Cara da Locadora

    Eu vi esse filme há muito tempo atrás, e achava o máximo, sensacional mesmo pelo que o Norton fez e talz, tá, aí há uns 2 ou 3 anos fui todo feliz rever esse filme, chamei uma ex namorada, fiz uma propaganda do filme… e quando vi… exatamente isso que vc falou, o Gere completamente canastrão, o filme explicadinho tim tim por tim tim, resumindo, uma bela duma porcaria… fiquei com uma cara de tacho, rs…

  • Cecilia Barroso

    Oi, Jacques!

    Pois é, ninguém merece aquela cara de príncipe sedutor toda hora.

    Eu nem posso falar muito do Gregory Hoblit porque dele só conheço o Alta Freqüência e o Possuídos que não foram maravilhosos, mas não foram tão ruins assim. Os mais novos eu desconheço solenemente. Hehehe

    Beijocas

  • Jacques

    Cecília, concordo com você. Richard Gere sempre repetindo os mesmos trejeitos há tempos; Edward Norton se salva. Mas quem é mesmo Gregory Hoblit?? Acho que deveria ficar como produtor de “NYPD Blue” para a TV e parar por aí.Abcs.

  • Cecilia Barroso

    Contra-regra – Pois é. Todo mundo falava montes do filme mas no final era só o Norton mesmo. Mas você acha que ele tem sido infeliz? Eu gostei muito de O Ilusionista e de O Despertar de uma Paixão. O Incrível Hulk é legalzinho e o papel não era muito recusável…

    Vinícius – Eu também gostei da solução final, só acho que ela não precisava ser explicada. Mas, normal! ;)

    Kau – Esse filme é aquele com o Edward Norton e o Richard Gere. O nome é muito parecido mesmo. Hehehe

    Beijocas a todos!

  • Kau

    Mas será o Benedito?! Hahahahahaha. NINGUÉM gosta deste filme! Poor Al Pacino; poor Robert de Niro. Eu tenho medo de assistir e gostar, hahahahaha!

    Bjos querida!

  • Vinícius P.

    Já eu gosto bastante desse filme, especialmente pelo desempenho revelador do Edward Norton. E o desfecho é muito bom.

  • contra-regra

    Foi super badalado na sua estréia nos cinemas, mas é um filme superestimado demais! O Norton até tentou, coitado, mas não deu. Aliás, ele tem sido muito infeliz na escolha de seus papéis ultimamente.

    Mídia? Cultura?
    http://robertoqueiroz.wordpress.com

  • Cecilia Barroso

    Oie!

    Pedro – Foi justamente por isso que demorei tanto tempo para ver. Gere é daqueles que só presta para filminhos água-com-açúcar.

    Museu do Cinema – Ele é muito bom! E com uma estréia como essa, ficou fácil para ele.

    Ramon – Até o final o filme até vai bem (tirando os trejeitos do galã), mas depois meio que desconsidera a inteligência de quem assiste o filme, explicando o que não precisa.

    Hugo – Realmente, não há o que se falar da atuação dele. É excelente!

    Beijocas a todos

  • Hugo

    Ainda não tive oportunidade de assistir. Tudo que o li sobre este filme sempre elogiava a atuação de Norton.

    Abraço

  • RAMON(ES)

    Não lembro de detalhes desse filme, eu só vi quando passou no cinema. Mas pelo que eu me lembre era um bom filme.

  • Museu do Cinema

    O Norton mata a pau no filme, é a estreia dele e depois desse filme ele ganhou o estrelato facilmente!

  • Pedro Henrique

    Ainda não vi esse. Tem o Edward Norton, e isso é bom. O problema é que também tem o Richard Gere, e isso não é nada animador.

    Abraço!!!

  • Cecilia Barroso

    Nossa, nem me fale! O primeiro nome cotado para o papel foi o de Leonardo DiCaprio que, para mim, só aprendeu a atuar depois desse intensivão com o Scorsese. Ia ser difícil… Hehehe

  • BRENNO BEZERRA

    Não sei se você conhece uma curiosidade sobre o filme: demoraram para achar um intérprete para Aaron e Norton só foi escolhido aos 45 do segundo tempo, já pensou se Aaron não fosse interpretado por Norton? Creio q nada no filme lhe agradaria
    Abraço!!!

Pin It on Pinterest

Share This