(Drag Me to Hell, EUA, 2009)

Até hoje em dia os Estados Unidos tentam superar uma das suas crises financeiras mais graves. Com o reajuste dos juros, congelados e facilitados no pós 11 de setembro, o ano de 2007 foi marcado pelo aumento das dívidas bancárias dos cidadãos americanos. Milhares de pessoas que hipotecaram suas casas se viram sem condição de pagar suas prestações e o número de inadimplentes cresceu assustadoramente. E a bola de neve continuou a aumentar.

No melhor estilo “isso dá filme”, os irmãos Sam e Ivan Raimi resolveram criar uma história baseada nesta realidade e descobriram um excelente motivo para o diretor de Homem-Aranha voltar ao terrir, gênero que o deixou conhecido e divertiu tanta gente nos anos 80, o terror escrachado, que assusta, mas também faz rir e muito.

A protagonista é a boazinha Christine Brown, que precisa deixar o coração pra lá caso queira ser promovida ao cargo de gerente auxiliar. Para provar ao chefe que consegue tomar decisões difíceis, ela resolve negar a uma estranha cliente idosa a prorrogação da hipoteca. Tudo daria certo se a velha não fosse uma cigana com conhecimentos para amaldiçoar sua alma e transformar, literalmente, sua vida em um inferno.

O filme acaba sendo uma deliciosa homenagem à trilogia Uma Noite Alucinante, com referências e tudo, taí a cena do olho que não me deixa mentir. Raimi mantém o humor, os sustos e ainda se aproveita das inovações tecnológicas que vieram com esses quase 25 anos de cinema, mas sem perder a noção de que se ficasse perfeito demais perderia alguns pontos. Ou seja, é assumidamente tosco.

A história é interessante e algumas cenas são inesquecíveis, como a violenta briga na garagem que provoca risadas e tensão na mesma medida. Com o bom ritmo e uma trilha sonora curiosa de Christopher Young, o filme chega fácil ao seu final e não frustra o espectador.

Além de todas as qualidades, o filme ainda tem um grande trunfo: a atualidade e quase universalidade do seu tema. Imagine quantas pessoas no mundo não pensaram em amaldiçoar o seu gerente de empréstimo, hipoteca ou cartão de crédito por falta de dinheiro?

Daquelas boas e imperdíveis surpresas que o cinema oferece pra gente. Perfeito para quem gosta deste tipo de terror.

Um Grande Momento

A briga na garagem.

Links

Submarino

Terror
Direção: Sam Raimi
Elenco: Alison Lohman, Justin Long, Lorna Raver, Dileep Rao, David Paymer, Adriana Barraza, Chelcie Ross, Reggie Lee, Molly Cheeck
Roteiro: Ivan Raimi, Sam Raimi
Duração: 99 min.
Minha nota: 8/10