(After.Life, EUA, 2009)

Horror
Direção: Agnieszka Wojtowicz-Vosloo
Elenco: Christina Ricci, Liam Neeson, Justin Long, Chandler Canterbury, Celia Weston, Luz Alexandra Ramos, Josh Charles, Rosemary Murphy
Roteiro: Agnieszka Wojtowicz-Vosloo, Paul Vosloo, Jakub Korolczuk
Duração: 104 min.
Nota: 5 ★★★★★☆☆☆☆☆

Um dos maiores medos do homem é morrer, encontrar o fim definitivo. Dentre os pavores envolvidos nesse encontro com a própria finitude um tem potencial para ser o pior de todos: ser dado como morto, estando vivo. Edgar Alan Poe talvez tenha feito o retrato mais aterrorizante desse medo no conto The Premature Burial e, vez por outra, o diretor Quentin Tarantino volta ao assunto, seja em seus filmes ou dirigindo episódios de seriados de TV.

A diretora polonesa Agnieszka Wojtowicz Vosloo também resolve levar às telas a sua versão da história em Além.da.Vida. O filme conta a história de uma jovem que acorda na mesa de uma funerária prestes a ter o seu corpo preparado. Ela foi parar lá depois de um jantar desastroso com o namorado, sofre um acidente de carro e morre.

De seu lado, ela não aceita a morte. De outro, o agente funerário a tenta convencer de que ela já fez a passagem. Ele diz que tem um dom. Ela a vê preparar outros corpos. Ele a deixa trancada. É a dúvida que dá graça ao filme e prende o público, que presta atenção em cada um dos detalhes para formar as suas teorias.

Liam Neeson está muito bem como o dúbio agente funerário Eliot Deacon, que se ora parece bom, ora parece doentio. Por vezes pode parece maluco e minutos depois parece ser um dos representantes do “além”. Ao seu lado está a também sempre competente Christina Ricci, que consegue demonstrar a angústia de sua situação.

Ainda com algumas participações especiais de Justin Long, Chandler Canterbury e Celia Weston, Ricci e Neeson são os responsáveis por levar o espectador aos limites da dúvida e entrar no jogo proposto. O excelente trabalho de fotografia, de Anastas N. Michos, e da direção de arte, com Ana Schwartz, Ford Wheeler e Tora Peterson, também ajudam a criar o clima tenso nesse terror inusitado.

Mas, por mais longe que cheguem, não existe atuação, truques de roteiro e qualidade técnica que superem a sensação de frustração quando o filme chega ao fim.

Assim, o grande problema de Além.da.Vida está em apostar todas as suas fichas em um suspense que precisaria de mais para se solucionar, que acaba se perdendo no problema do tamanho que criou para si ao longo de toda a trama.

Uma pena, porque argumento tinha e potencial de ser mais um retrato da angústia da morte também.

Um Grande Momento

Acordando no necrotério.

Além.da.Vida

Links

No IMDb Site Oficial